Início / Agricultura / Ministério da Agricultura apoia mais de 1.250 novos agricultores com 4,6 M€ de ajudas à Gestão Sustentável de Habitats agrícolas

Ministério da Agricultura apoia mais de 1.250 novos agricultores com 4,6 M€ de ajudas à Gestão Sustentável de Habitats agrícolas

O Ministério da Agricultura vai apoiar mais de 1.250 novos agricultores que se candidataram ao Pedido Único do IFAP — Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas para ajudas à Gestão Sustentável de Habitats agrícolas, inseridos em regiões de protecção ecológica.

Estes apoios somam cerca de 5,6 milhões de euros anuais e contemplam uma área protegida de 80 mil hectares, estando esta medida prevista na Directiva Aves e Habitats e integrada no Compromisso para protecção da Biodiversidade em Intervenções Territoriais Integradas, informa uma nota de imprensa do Gabinete da Ministra da Agricultura.

A medida está inscrita no Orçamento do Estado para 2021, no qual se pode ler que “o Governo promove as diligências necessárias à criação de um programa de incentivos à gestão sustentável de habitats agrícolas, para preservação dos ecossistemas agrícolas e respectivas espécies de aves estepárias, nomeadamente aves ameaçadas como a abetarda (Otis tarda), o sisão (Tetrax tetrax) e o francelho (Falco naumanni), com especial enfoque nas Zonas de Protecção Especial da Região do Alentejo”.

Como explicou a ministra Maria do Céu Antunes, “estes apoios estavam indisponíveis desde 2015. A sua retoma reflecte o nosso empenho e compromisso em impulsionar medidas que vão ao encontro da conservação da natureza e dos seus ecossistemas, quer em Rede Natural, quer em regiões com valores naturais específicos”.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

WWF: 17% da população europeia está em grande risco de escassez de água até 2050

Partilhar              Uma nova análise dos cenários climáticos e socioeconómicos do Water Risk Filter da WWF — …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.