Início / Agricultura / Mercadona e CAP assinam protocolo de colaboração para dinamizar produção agrícola nacional

Mercadona e CAP assinam protocolo de colaboração para dinamizar produção agrícola nacional

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A cadeia de supermercados espanhola Mercadona e a CAP – Confederação dos Agricultores de Portugal assinaram um protocolo de colaboração entre dois dos elos fundamentais da cadeia de valor: o sector primário e a distribuição. Ressaltando a importância do sector agroalimentar português na sociedade, ambas as entidades pretendem dinamizar a produção nacional portuguesa reconhecendo o trabalho diário de milhares de agricultores nacionais.

Esta colaboração entre a CAP e a Mercadona tem como desígnio realizar um trabalho conjunto entre o sector primário e o retalho, o que permitirá a ambas as partes desenvolver um projecto comum, fruto do desenvolvimento da Cadeia Agroalimentar Sustentável da Mercadona, baseado na estabilidade, produtividade e diálogo, com o objectivo de promover o crescimento partilhado e sustentável.

Além disso, este acordo engloba a realização de jornadas, seminários, encontros e outros eventos nos quais se debatam e exponham temas e questões relacionadas com toda a cadeia agroalimentar nacional.

A Mercadona, “consciente do papel estratégico e fundamental que desempenha no desenvolvimento da economia”, considera o sector primário nacional como “um motor de crescimento quer para a empresa quer para o País”.

Comprando actualmente a 300 fornecedores comerciais nacionais, a empresa continua a apostar em manter relações de compromisso a longo prazo, conseguindo ao longo destes anos gerar sinergias e construir uma “cadeia agroalimentar sustentável, eficiente, moderna e diferenciadora, que seja benéfica para todos os elos”.

Compras de 208 milhões de euros a 300 fornecedores

Em 2020, a Mercadona comprou produtos no valor de 208 milhões de euros a 300 fornecedores comerciais nacionais, representando um aumento superior a 65%, relativamente a 2019.

Desde 2016, ano em que a empresa chegou a Portugal, o volume de compras teve um aumento de 400%, sendo que muitos destes produtos são exportados, ajudando os fornecedores a crescer juntamente com a Mercadona.

Para o secretário-geral da CAP, Luís Mira, “a Mercadona é uma entidade que valoriza, de forma séria e consistente, a produção nacional, estabelecendo relações de estabilidade e previsibilidade com os agentes económicos do sector privado, isto é, com os produtores. Esta forma de relacionamento, com respeito, equilíbrio, e com vincadas preocupações de sustentabilidade, tem aceitação por parte da CAP e reconhecimento neste protocolo. Acreditamos que o modo como a Mercadona se relaciona com os seus fornecedores do sector agro é correcto e transparente, indutor de confiança, e é o modo que permite, efectivamente, contribuir para o desenvolvimento virtuoso da produção nacional”.

Por sua vez, Pedro Barraco, director de relação com o sector primário da Mercadona Portugal, refere que “esta colaboração é de extrema importância para nós, pois o conhecimento da CAP sobre o sector primário permitirá à Mercadona continuar com o trabalho, já em curso na empresa desde há vários anos, de impulsionar o seu projecto de Cadeia Agroalimentar Sustentável. Além disso, o nosso objectivo é continuar a trabalhar com fornecedores portugueses fazendo com que estes cresçam ao nosso lado. Em 2021 vamos continuar com o nosso plano de expansão em Portugal e, com a CAP como parceira, queremos dar a conhecer à Sociedade o que de melhor se produz em território nacional”.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Proença-a-Nova realiza acções de sensibilização sobre a floresta no concelho

Partilhar            A floresta que queremos é o mote para as acções de sensibilização que o Município …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.