Início / Agenda / Mercado de Gado da Leicar marcado para dia 30 de Março. Câmara da Póvoa de Varzim contra

Mercado de Gado da Leicar marcado para dia 30 de Março. Câmara da Póvoa de Varzim contra

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Leicar — Associação de Produtores de Leite e Carne, sediada em Rates, Póvoa de Varzim, tem marcado para amanhã, 30 de Março, o seu Mercado de Gado. A Câmara Municipal da Póvoa de Varzim diz que a realização do mercado, que normalmente reúne mais de 300 pessoas e animais, “é contra as recomendações da DGS”.

“O mercado não se realiza desde o dia 14 de Março, mas a Leicar pretende retomá-lo, já a partir de amanhã, mesmo contra todas as recomendações e parecer da Autoridade Local de Saúde Pública”, diz o presidente da autarquia, Aires Pereira.

“Enquanto dirigente e agricultor não sei o que vou fazer”

O agriculturaemar.com tentou, sem sucesso, contactar a administração da Leicar. Mas, segundo avança o MAIS/Semanário, Rui Sousa, administrador da Leicar, adiantou às 13h10 deste domingo que “enquanto dirigente e agricultor não sei o que vou fazer, dado que o Ministério da Agricultura autorizou que seja trabalhada a cadeia alimentar e dentro de um plano de contingência previsto, mas ao contrário recebi um email da Câmara Municipal a não autorizar a realização do mercado”, e reforçou “não sei a quem obedecer”.

Rui Sousa, refere ainda que em caso de realização do mercado de Gado, “no máximo vão estar 50 pessoas num espaço de 3 mil metros quadrados e que de Espanha no limite devem estar presentes 5 pessoas, devendo estar muito menos animais que o habitual”.

Câmara “frontalmente contra”

Mas, Aires Pereira diz que o Município da Póvoa de Varzim “é frontalmente contra a realização deste evento, pelo bem da população e da saúde pública”. E reforça: “Peço-vos que, se for o caso, enquanto possíveis participantes, não o façam, por vocês e por quem vos é mais próximo”.

O presidente da autarquia realça que já alertou “todas as autoridades policiais, mas encontramos dificuldades para efectivar a proibição total do evento, que implica encontro de pessoas e animais, pelo que, peço a todos, e nomeadamente à população de Rates, para tomarem as devidas precauções no sentido de se protegerem, para a eventualidade do evento se vir a realizar”.

Ao MAIS/Semanário, o administrador da Leicar disse ainda que a Leicar e a Leite do Campo “tem um plano interno de contingência desde a passada segunda-feira, apontando que a empresa está “ainda a viver uma situação económica difícil de situações anteriores e sem o mercado de gado e sem actividade não sei como vou pagar salários”.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Feira de Vinhos do Continente destaca 400 rótulos em promoção

Partilhar            A Feira de Vinhos está de regresso às lojas Continente e Online, de 24 de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.