Início / Mar / Ambiente / Marinha coloca bóia em Setúbal para monitorizar ambiente. Faro também vai ter

Marinha coloca bóia em Setúbal para monitorizar ambiente. Faro também vai ter

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O navio hidro-oceanográfico NRP D. Carlos I realizou este sábado, 13 de Abril, a colocação da bóia multi-paramétrica SUBECO, a cerca de vinte milhas do Cabo Espichel, Setúbal. O objectivo é monitorizar o ambiente.

Esta bóia, explica a Marinha Portuguesa, em conjunto com outras quatro espalhadas ao longo da costa portuguesa, permitem a monitorização ambiental da Zona Económica Exclusiva Portuguesa, disponibilizando uma grande variedade de informação à comunidade cientifica e ao público em geral.

Instituto Hidrográfico

Esta operação foi realizada por uma equipa de técnicos do Instituto Hidrográfico com o apoio de dois mergulhadores da Marinha. A bóia, alimentada com baterias recarregáveis através de painéis solares, está equipada com sensores de temperatura da água, clorofila, turbidez, oxigénio dissolvido, detecção de hidrocarbonetos, sensores de agitação, sensores indutivos de pressão, perfiladores de corrente e sensores de pressão atmosférica.

Salienta a Marinha que a bóia, com um peso aproximadamente 1.500kg, foi colocada num local com profundidades de cerca de 1.280m, requerendo uma amarração com cerca de 1.500m.

Após esta operação, o navio iniciou trânsito para Sul, em direcção a Faro, onde decorreu ontem, a Marinha realizou a recuperação da bóia multi-paramétrica fundeada a Sul de Faro, para proceder à sua manutenção.​

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Apormor repudia intenção do Governo de criar uma Direcção-Geral dependente do Ambiente para a sanidade e bem-estar animal

Partilhar            A Apormor — Associação de Produtores do Mundo Rural da Região de Montemor-o-Novo associa-se a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.