Início / Agricultura / Lousada. Mata de Vilar tem o primeiro trilho florestal do País acessível a pessoas com mobilidade reduzida

Lousada. Mata de Vilar tem o primeiro trilho florestal do País acessível a pessoas com mobilidade reduzida

A Mata de Vilar, na Paisagem Protegida Local do Sousa Superior, vai ter disponível o primeiro trilho florestal inclusivo do País, acessível a pessoas com vários tipos de deficiência e mobilidade reduzida, informa a Câmara Municipal de Lousada.

A autarquia viu recentemente aprovado o projecto “Mata de Vilar: Turismo Verde e Acessível das terras do Vale do Sousa”, que prevê várias benfeitorias focadas na sua preservação e na melhoria da experiência de visitação para todos os tipos de público.

Brevemente, a Mata vai ter disponível um trilho florestal inclusivo e acessível, homologado para utilizadores invisuais ou com mobilidade condicionada, com uma extensão aproximada de 800 metros. “Em contexto florestal, este trilho inclusivo vai ser único no País”, garante a autarquia em nota de imprensa.

Estruturas de apoio à visitação

O trilho vai ainda ser complementado com estruturas de apoio à visitação, nomeadamente uma mesa interpretativa sensorial e outros instrumentos de estimulação sensorial e de orientação, reforçando o seu carácter inclusivo. Este novo trilho é uma adição aos quatro já existentes na Mata, com extensões e graus de dificuldade variáveis (Trilho do Miradouro, Trilho do Medronheiro, Trilho das Alamedas e Trilho Histórico).

“Atendendo a que a visitação dos espaços naturais deve, hoje em dia, ter em conta também os interesses e necessidades de públicos mais próximos da experiência digital”, vai ser disponibilizado, brevemente, um aplicativo de apoio à visitação para smartphones (co-financiado pelo projecto VilarIntegra, do Turismo de Portugal) e vão ser implementados pontos de acesso Wifi e postos de carregamento alimentados por energia solar.

O acesso à rede de Internet vai ter ainda a função de auxiliar a gestão e monitorização da Mata, permitindo a recolha e carregamento de dados em tempo real, auxiliando ainda a realização de actividades pedagógicas, científicas e de ciência cidadã.

Por outro lado a Mata vai sofrer obras de conservação de elementos arquitectónicos com interesse histórico e cultural, designadamente os caleiros originais calcetados que ladeiam alguns trilhos. Estes vão ser recuperados numa extensão de aproximadamente 300 metros, mantendo a sua traça original, dos finais do século XIX, bem como a funcionalidade de condução das águas pluviais.

Mata de Vilar

Em pleno coração da Paisagem Protegida Local do Sousa Superior (PPLSS), a Mata de Vilar é um dos últimos redutos de floresta nativa do concelho de Lousada e da região. Os projectos de melhoramento de que tem sido alvo tornam-na “um exemplo de promoção da atractividade turística e da visitação sustentável em áreas protegidas, central na dinamização socioeconómica da região e claramente complementar a outros equipamentos e iniciativas ambientais da PPLSS e do Município de Lousada”, realça a mesma nota.

Não estando ainda totalmente aberta ao público, a Mata pode ser visitada por grupos e em eventos organizados, sob pedido.

O “Mata de Vilar: Turismo Verde e Acessível das terras do Vale do Sousa” é um projecto no âmbito de uma iniciativa comunitária promovida pelo PDR 2020 e co-financiada pelo FEADER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Agrícola e Rural) – “A Europa investe nas zonas rurais”, no âmbito do Portugal 2020.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

CAP analisa evolução do sector agrícola na última década em webinar gratuito

Partilhar              A CAP — Confederação dos Agricultores de Portugal realiza no próximo dia 27 de Maio, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.