Início / Empresas / Logística: Brambles promove novas soluções de economia circular

Logística: Brambles promove novas soluções de economia circular

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Brambles, empresa líder em logística da cadeia de abastecimento, participou recentemente enquanto oradora no Workshop de Aceleração do CE100, que decorreu entre os dias 4 e 6 de Dezembro, em Estocolmo. O CE100 é a maior rede de economia circular no mundo gerida pela Ellen MacArthur Foundation (EMF), líder mundialmente reconhecida em matéria de economia circular.

O evento centrado no tema “Impulsionadores da Economia Circular” reuniu empresas líderes do sector, inovadores emergentes, redes afiliadas, autoridades governamentais, regiões e cidades com o objectivo de aumentar a capacidade circular, abordar os obstáculos ao progresso comuns, tomar conhecimento das condições promotoras necessárias e orientar as práticas circulares num ambiente colaborativo e pré-competitivo.

Programa “Zero Waste World”

Durante a sessão plenária “O sector privado enquanto impulsionador”, a Brambles apresentou o respectivo programa “Zero Waste World”, que consiste numa colaboração em rede para empresas líderes que estão empenhadas em criar cadeias de abastecimento mais inteligentes e sustentáveis, com incidência na eliminação do desperdício alimentar, na erradicação de quilómetros de transporte em vazio e no corte nas ineficiências.

Enquanto pioneira do modelo “Partilhar e reutilizar”, a Brambles foi convidada a integrar uma mesa-redonda focada em repensar as embalagens de forma a promover a mudança do paradigma do descartável para o reutilizável.

“Embora concentremos normalmente as nossas atenções nos hábitos dos consumidores, nas cidades, no desperdício de materiais, nas energias fósseis ou nas embalagens primárias, a cadeia de abastecimento está discretamente a procurar ter um impacto significativo no ambiente, ao reduzir as emissões de gases com efeito de estufa e o desperdício de embalagens”, afirma Marianne Richeux, European Lead do programa “Zero Waste World ” da Brambles.

Plataformas são partilhadas e reutilizadas por 500.000 intervenientes

“As nossas plataformas são partilhadas e reutilizadas por 500.000 intervenientes dos sectores automóvel e dos bens de consumo rápido, abrangendo toda a cadeia de abastecimento. Este sistema de pooling elimina o conceito de desperdício e introduz circularidade nas cadeias de abastecimento dos nossos clientes”.

Annette Lendal, Senior Research Analyst na equipa New Plastics Economy da fundação e co-autora do livro Reuse (2019), afirmou o seguinte: “O sistema linear ‘take-make-waste’ já não está a resultar para as empresas, as pessoas e o ambiente. Extraímos recursos finitos do solo para fabricar produtos que, muitas vezes, são concebidos para serem utilizados uma única vez e, em seguida, serem deitados fora. A economia circular é uma oportunidade para deixarmos de recorrer a esta abordagem e, em vez disso, eliminarmos o desperdício e a poluição, mantermos os produtos e materiais em utilização e regenerarmos os sistemas naturais. Numa nova economia de plásticos, eliminamos artigos em plástico problemáticos e desnecessários, inovamos para garantir que os plásticos de que precisamos são reutilizáveis, recicláveis ou compostáveis e fazemos circular todo o plástico que utilizamos para o manter na economia e fora do meio ambiente”.

A Brambles é membro da Foundation’s Circular Economy CE100 desde 2015. A Ellen MacArthur Foundation acredita que a maioria dos negócios globais sabe que, para permanecerem competitivos, têm de ter a economia circular no cerne da sua estratégia. O sucesso implica envidar esforços individuais significativos, mas os intervenientes sérios também reconhecem a necessidade de trabalhar em conjunto de forma a criar novos mercados.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

UE actualiza medidas especiais de controlo da peste suína africana após novos focos na Alemanha, Eslováquia e Polónia

Partilhar              A peste suína africana continua a alastrar pela Europa. Registaram-se novos focos de peste suína …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.