Início / Featured / Lapa valoriza 80% em quatro anos na Região Autónoma da Madeira

Lapa valoriza 80% em quatro anos na Região Autónoma da Madeira

A lapa é de entre os produtos das pescas regionais o que regista uma subida consolidada, nos últimos quatro anos, em termos de captura e também no valor comercial, de acordo com os resultados recolhidos pela Secretaria Regional de Mar e Pescas da Madeira, que avaliam o comportamento da actividade entre os meses de Janeiro e Julho de cada ano.

No entanto, para reforçar os stocks existentes, Teófilo Cunha decidiu, já este ano, alargar em mais um mês a proibição da captura da lapa, fixando o período de defeso entre 1 de Novembro e 31 de Março.

Tendo por base 2019, que foi considerado o “melhor ano de sempre” do sector pesqueiro regional, com um volume de negócios de todas as espécies comerciais a ascender aos 22 milhões de euros na primeira venda em lota, as cerca de 50 toneladas de lapa capturadas nesse ano contribuíram com 246.696 euros para aquele volume de negócio.

Decorridos quatro anos, em 2022, e tendo sempre por base o período em referência, o volume de negócios subiu para os 457.300 euros, valorizando a lapa em mais de 80%, observando-se uma captura média de 60 toneladas/ano. Também nesta espécie, os dados recolhidos pelo Jornal da Madeira indicam que o aumento do preço não tem nenhuma relação com uma menor oferta do produto no mercado, uma vez que as capturas aumentaram, em média, 20%/ano.

Salienta a Secretaria Regional de Mar e Pescas que para se ter uma noção mais exacta da evolução do consumo do produto e do preço na primeira venda em lota, refira-se que depois de 2019, as capturas subiram para as mais de 60 toneladas/ano e nunca mais baixaram. Os dados referem 65 toneladas em 2020, 64 toneladas em 2021 e 62 toneladas em 2022.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Orçamento Participativo dos Açores tem 32 propostas vencedoras

Partilhar              A edição de 2022 do Orçamento Participativo dos Açores (OP Açores) contou com mais de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.