Início / Agricultura / Lançado projecto Life Ibercoelho para optimizar gestão do coelho na Península Ibérica

Lançado projecto Life Ibercoelho para optimizar gestão do coelho na Península Ibérica

O Life Ibercoelho é o novo projecto internacional para implementar um sistema de gestão do coelho-bravo na Península Ibérica. O projecto tem como objectivos conhecer e melhorar o estado das populações de coelho-bravo em Portugal e Espanha e, em simultâneo, prevenir os danos que possa causar à agricultura em algumas áreas, principalmente em Portugal.

Este Life, liderado pela WWF Espanha, será desenvolvido tanto em Portugal como em Espanha até Dezembro de 2024 e inclui representantes de todos os agentes sociais envolvidos na gestão do coelho-bravo – associações de conservação, cientistas, agricultores, caçadores e administrações –, reflectindo assim o compromisso de diferentes actores para um objectivo comum.

Segundo um comunicado enviado pela ANP — Associação Natureza Portugal, 15 entidades com perfis muito diversos e complementares participam como parceiros neste projecto Life, procurando resolver os desafios associados à gestão da espécie, incluindo todos os interesses e pontos de vista, através de uma estrutura de governação participativa.

Desafios

Um destes desafios é a falta de informação sobre o estado actual das populações de coelhos e dos seus impactos económicos. Um segundo desafio prende-se com a falta de consenso sobre as melhores práticas de gestão e a falta de uma governação que integre acções a diferentes escalas e coordene o trabalho de diferentes entidades e interesses.

O principal objectivo é, portanto, conhecer o estado das populações de coelho-bravo, o seu estado de saúde e os danos que têm vindo a causar em determinadas regiões, um ponto de partida essencial para uma boa gestão da espécie.

Para o efeito, será concebida e promovida a adopção coordenada de protocolos normalizados para a monitorização das populações de coelhos, com formação de equipas para implementação dos mesmos.

Em simultâneo, serão realizados trabalhos de compilação das melhores práticas regionais de gestão, tanto para a promoção das populações como para a redução dos danos que estas causam. Ao mesmo tempo, será criado um sistema de governança que incluirá progressivamente todos os actores-chave e todas as administrações com competências na gestão das espécies, para além dos que estão envolvidos no projecto.

Coelho-bravo

O coelho-bravo é uma espécie endémica da Península Ibérica e uma espécie chave no ecossistema da montanha mediterrânica, na qual desempenha um papel fundamental como presa para cerca de 40 espécies de predadores (como o lince ibérico ou a águia imperial).

É também um verdadeiro “engenheiro de ecossistemas”, com grande capacidade para modificar o seu ambiente e, consequentemente, a disponibilidade de recursos para si próprio e para outras espécies. Tem também grande impacto socioeconómico como uma das peças de caça menor e a espécie que causa mais danos à agricultura em Espanha.

Nos últimos 70 anos, as populações de coelho-bravo na Península Ibérica diminuíram mais de 90% devido a mudanças no uso da terra e a doenças. Isto levou a União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN) a declará-la como “Ameaçada de Extinção” em 2019.

O Life Ibercoelho “é um passo essencial para estabilizar as populações de coelhos e recuperar o seu papel-chave no ecossistema, mas ao mesmo tempo garantir que esta promoção das espécies de pedra-chave mediterrânicas não cause danos à agricultura”, refere o mesmo comunicado.

Ramón Pérez de Ayala, coordenador do LIFE Ibercoelho na WWF Espanha, resume o projeto: “o Ibercoelho vai lançar as bases para a gestão a longo prazo do coelho-bravo. Embora não possamos pretender resolver os complexos problemas que afectam as espécies, nem possamos esperar uma recuperação global das suas populações no período abrangido pelo projecto, a realidade é que sem as soluções que o Ibercoelho irá desenvolver e implementar não é possível abordar uma gestão eficaz, que nos permita manter os nossos ecossistemas, reduzindo ao mesmo tempo os conflitos sociais associados”.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

PAN defende renaturalização e interdição da caça no Parque Natural da Serra da Estrela

Partilhar              A deputada única do PAN – Pessoas-Animais-Natureza, Inês de Sousa Real, entregou na Assembleia da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.