Início / Agricultura / Kraft Advance aprovado para combater pragas como ácaros e tripes da bananeira

Kraft Advance aprovado para combater pragas como ácaros e tripes da bananeira

Os produtores de banana têm agora um novo produto para combater o “cinzeiro”. Depois da proibição do Rufast Advance, o insecticida e acaricida Kraft Advance, disponibilizado pela Selectis (do universo Sapec Agro Business) foi aprovado pela DGAV — Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária.

O Kraft Advance, que vem combater pragas como ácaros e tripes, conhecido como cinzeiro, trata-se de um insecticida e acaricida com amplo espectro de acção. É um produto de origem natural com modo de acção original sobre todos os estados móveis.

É penetrante com actividade translaminar, formando uma reserva efectiva no interior das folhas. E garante a Selectis que é eficaz sobre ácaros resistentes aos acaricidas e insecticidas tradicionais: piretróides, carbamatos e organofosforados. “Excelente selectividade para as culturas e elevada persistência de acção”, diz a empresa.

Pode consular a ficha técnica do Kraft Advance aqui.

Governo da Madeira procura novas soluções

Desde o aparecimento destas pragas e uma vez que houve produtos que passaram a estar interditos, o Governo Regional da Madeira “tem vindo a estudar, juntamente com o Ministério de Florestas e Desenvolvimento Rural, através da Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária, novas soluções, seguras e eficazes para debelar estas pragas que podem ter muitas consequências no rendimento dos agricultores”, refere fonte do Executivo madeirense.

Para o secretário Regional de Agricultura e Pescas este é o resultado de um trabalho realizado pelos técnicos da Secretaria em prol dos bananicutores da Região.

GESBA dá apoio

“Desde que foi proibida a aplicação de um produto há algumas pragas que se têm feito sentir com mais intensidade. Conseguimos a autorização de um produto que manifestamente não foi de encontro às necessidades dos agricultores. Julgamos que com esta nova solução esse problema será ultrapassado”, disse Humberto Vasconcelos adiantando que a empresa pública GESBA – Empresa de Gestão do Sector da Banana e a Secretaria têm técnicos e meios para prestar um auxílio sempre que seja solicitado.

Este esforço da Secretaria Regional de Agricultura e Pesca em encontrar novos produtos surge após a retirada do Rufast Advance que foi proibido para utilização.

22 mil toneladas de banana em 2017

A banana é uma das culturas mais importante da Região com grandes impactos económicos. Em 2017 foram processadas cerca de 22 mil toneladas de banana.

A produção de Banana da Madeira é realizada por 2.900 bananicultores, que cultivam pequenas explorações agrícolas (85% das explorações têm menos de 1 hectare) e que no seu todo formam uma área de produção de cerca de 650 hectares.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Consulta pública sobre Acordo Comercial UE-Canadá termina a 25 de Abril

Partilhar              A Comissão Europeia tem em curso, até dia 25 de Abril de 2024, uma consulta …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.