Início / Agenda / Koppert leva soluções biológicas ao V Simpósio Nacional de Fruticultura

Koppert leva soluções biológicas ao V Simpósio Nacional de Fruticultura

A Koppert, especialista em soluções naturais para a agricultura, associa-se ao V Simpósio Nacional de Fruticultura, que decorre hoje e amanhã, 10 de Fevereiro, no Hotel Montebelo Mosteiro de Alcobaça, contando com a participação de mais de 300 participantes.

“O sector frutícola, um dos mais competitivos e exportadores da agricultura portuguesa, está confrontado com crescentes exigências de redução de resíduos de fitofármacos e de segurança alimentar. Os produtores enfrentam desafios técnicos para produzir alimentos saudáveis e seguros, que requerem a transição para soluções alternativas e eficazes, tais como o controlo biológico de pragas e doenças, através da utilização de micro-organismos e de macro-organismos benéficos”, refere uma nota de imprensa da Koppert.

E realça que “dispõe de uma vasta gama de soluções de controlo biológico e de polinização” que apresentará aos participantes do V Simpósio Nacional de Fruticultura.

Aranhiço-vermelho

Uma dessas soluções inspiradas na natureza é baseada no ácaro fitoseídeo Neoseiulus californicus, que surge de forma espontânea em pomares e vinhas em Portugal. Trata-se de um predador natural de aranhiço-vermelho (Tetranychus urticae), aranhiço-vermelho-da-macieira (Panonychus ulmi), aranhiço-vermelho-dos-citrinos (Panonychus citri), ácaro-do-abacateiro (Oligonychus perseae), e aranhiço-amarelo (Eotetranychus carpini) em videira, entre outros.

A Koppert disponibiliza este predador num formato exclusivo, Spical Ulti-Mite. Este produto consiste numa saqueta de papel aluminizado que actua como um viveiro, produzindo ácaros predadores localmente. No interior da saqueta, os predadores dispõem de uma presa que lhes permite alimentarem-se e reproduzirem-se durante 3 a 4 semanas, conseguindo-se uma libertação constante e controlada de N. californicus da saqueta para a cultura durante este período. A colocação é simples, consistindo em pendurar as saquetas na árvore, não sendo necessário furar ou abrir as mesmas.

Explica a mesma nota que os nemátodes benéficos são outra das soluções de controlo biológico de pragas utilizadas em fruticultura. A Koppert lançou recentemente os produtos Capirel e Casea, à base destes micro-organismos benéficos. O Capirel contém nemátodes Steinernema feltiae que têm a dupla aptidão de fazer emboscadas e de perseguir e atacar as pragas, nomeadamente o lepidóptero Cydia pomonella, ou bichado-da-fruta. O Casea contém nemátodes Steinernema carpocapsae que actuam por emboscada e é indicado para controlo biológico de lagartas e de cigarrinha verde.

Para monitorização de pragas nos pomares e captura em massa com feromonas, as armadilhas Pherodis são a solução indicada pela Koppert.

“O sucesso do controlo biológico está também muito ligado ao conhecimento e reconhecimento de pragas e inimigos naturais, pelo que é essencial contar com o acompanhamento técnico adequado. A equipa da Koppert Portugal e seus parceiros encontram-se sempre à disposição para qualquer dúvida ou esclarecimento”, afirma a mesma nota.

O V Simpósio Nacional de Fruticultura é evento técnico-científico mais revelante do panorama frutícola nacional, é uma organização conjunta entre a APH — Associação Portuguesa de Horticultura, o COTHN-CC — Centro Operativo Tecnológico Hortofrutícola Nacional – Centro de Competências, o INIAV — Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, a Direcção Regional de Agricultura e Pescas de Lisboa e Vale do Tejo (DRAPLVT) e o Município de Alcobaça.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Oceanário de Lisboa tem bilhetes com 50% de desconto em semana de aniversário

Partilhar              O Oceanário de Lisboa, para assinalar o seu 26.º aniversário, traz a sua mascote Vasco, …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.