Início / Featured / IPMA inicia campanha científica para avaliar stock de sardinha e biqueirão

IPMA inicia campanha científica para avaliar stock de sardinha e biqueirão

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A habitual campanha acústica de Primavera, sob direcção científica do IPMA — Instituto Português do Mar e da Atmosfera, para estimativa da abundância dos pequenos pelágicos, designadamente a sardinha e o biqueirão, na costa continental portuguesa, teve início a 4 de Março. Trata-se da campanha Pelago.

Diz uma nota de imprensa do Ministério do Mar, liderado por Ricardo Serrão Santos, que “a campanha, em cooperação com o IEO (Instituto Espanhol de Oceanografia), com o navio de investigação “Miguel Oliver”, decorre até 26 de Março e enquadra-se no âmbito do Programa Nacional de Amostragem Biológica.

“Esta campanha é muito importante para avaliação do estado do recurso sardinha, na sequência dos bons indicadores obtidos na campanha realizada no último trimestre de 2019.

Sardinha 2020

O redobrado esforço que desde 2015 tem sido feito na investigação, com a realização de duas campanhas científicas anuais e a concretização do projecto específico de investigação (Sardinha 2020), trouxe bons indicadores sobre a estratégia de recuperação e da gestão sustentável da sardinha.

Segundo o último relatório do ICES (Conselho Internacional para a Exploração do Mar), a biomassa da sardinha com 1 ou mais anos de idade recuperou 52% entre 2015 (117,9 mil toneladas) e 2019 (179,4 mil toneladas), atingindo um nível de biomassa idêntico ao de 2011.

“Estes resultados confirmam a eficácia dos esforços desenvolvidos pelos sectores em Portugal e Espanha, no âmbito de um Plano de Gestão Plurianual conjunto, ajustando as possibilidades de pesca ao estado do recurso em articulação com os pareceres científicos”, acrescenta a mesma nota.

Gestão e limites de captura

O Governo “reafirma que sustentará a fixação de medidas de gestão e limites de captura em consonância com os pareceres científicos e os objectivos de gestão previstos na Política Comum de Pesca, ponderando os impactos económicos e sociais, mas procurando assegurar a recuperação sustentável do recurso sardinha”.

Pelago20

A 4 de Março iniciou-se a campanha Pelago20, com investigadores e técnicos do IPMA a bordo do NI Miguel Oliver. A Pelago é uma campanha de rasteio acústico e realiza-se anualmente na Primavera cobrindo a plataforma continental portuguesa e o Golfo de Cádis.

Os objectivos são: determinar a abundância e distribuição espacial dos peixes pelágicos costeiros, em particular a sardinha e o biqueirão, avaliar o seu estado e analisar os factores ambientais que afectam a sua sobrevivência.

Acompanhado por embarcações do cerco

Este ano o NI Miguel Oliver está a ser acompanhado por diversas embarcações do cerco em cada sector da costa continental. “Mar Eterno”, “Avô Varela” e “Porti Pesca” são as embarcações que complementam a amostragem realizada pelo NI Miguel Oliver, auxiliando na identificação dos cardumes quantificados por rastreio acústico pelos cientistas.

Em cada lance da cercadora, as espécies são identificadas e medidas por um amostrador do IPMA. A informação recolhida a bordo do NI Miguel Oliver e pelo sector, pretende contribuir para o conhecimento para a recuperação do stock da sardinha e potenciar a sustentabilidade da pesca do cerco.

Programa Nacional de Amostragem Biológica

A campanha Pelago faz parte do Programa Nacional de Amostragem Biológica do IPMA e o seu financiamento é da responsabilidade do IPMA, da Comissão Europeia e do MAR 2020. Os seus resultados são anualmente analisados no âmbito do ICES para fazer recomendações sobre as capturas admissíveis de sardinha e biqueirão.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Limitação da circulação entre concelhos. Posso ir trabalhar? Os turistas podem circular? Saiba tudo aqui

Partilhar            O Governo determinou a limitação de circulação entre diferentes concelhos do território continental no período …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.