Início / Featured / IPMA actualiza mapa de interdição de apanha de bivalves. Atenção às toxinas

IPMA actualiza mapa de interdição de apanha de bivalves. Atenção às toxinas

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O IPMA — Instituto Português do Mar e da Atmosfera  acaba de actualizar o mapa de interdição de apanha e comercialização de moluscos bivalves, equinodermes, tunicados e gastrópodes marinhos vivos. Uma informação útil para profissionais mas também para o vulgar banhista que gosta de se dedicar à apanha de bivalves, pois estes podem conter toxinas que provocam intoxicação amnésica, intoxicação diarreica ou intoxicação paralisante.

Interdições

Segundo o IPMA, na Zona Litoral de Viana do Castelo está interdita a apanha de ameijoa-relógio, mexilhão, lapa e ameijoa branca, por conterem toxinas que provocam intoxicação paralisante. Nesta zona apenas está permitida a apanha de ouriço-do-mar.

Já na zona litoral de Aveiro está interdita a apanha de castanhola, ameijoa branca e mexilhão, também por por conterem toxinas que provocam intoxicação paralisante.

Pode consultar o mapa de permissões/interdições aqui. Ou ler o comunicado do IPMA completo aqui.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Docapesca investe 180 mil euros para reabilitar Lota da Nazaré

Partilhar            A Docapesca – Portos e Lotas adjudicou a empreitada de reabilitação da Lota da Nazaré …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.