Início / Agricultura / IPLeiria e Vinhos de Lisboa têm cooperação científica para adicionar valor ao vinho

IPLeiria e Vinhos de Lisboa têm cooperação científica para adicionar valor ao vinho

A Escola Superior de Turismo de Tecnologia do Mar do Politécnico de Leiria (ESTM/IPLeiria) e a Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa acabam de formalizar um protocolo de cooperação técnica e científica que prevê o desenvolvimento de investigação especialmente no âmbito da engenharia alimentar, e a realização de estágios.

Para Paulo Almeida, director da ESTM/IPLeiria, trata-se de uma oportunidade, “um desafio para colaborar em projectos de criação de novos produtos que resultem do vinho, adicionar valor ao próprio produto, ou até mesmo para colaborar na definição de rotas turísticas para valorizar o património da região ligado ao vinho”.

“A Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa é uma das maiores do País, com cerca de meia centena de associados e uma produção assinalável, e isto é sem dúvida uma oportunidade para os nossos estudantes”, acrescenta o professor. “As características dos vinhos da região oferecem uma panóplia de potencialidades de colaboração, e com elas queremos contribuir para afirmar mais os vinhos da região de Lisboa”, diz.

Vasco d’Avillez, presidente da Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa, que fez, na assinatura do protocolo, a 21 de Março, uma apresentação do vinho na história de Portugal, que “esteve sempre presente, faz parte da nossa cultura”, e uma caracterização dos vinhos da região, “os leves e os tintos extraordinários, muito bem adaptados à gastronomia regional”, defendeu.

Influência do Atlântico na qualidade do vinho

Avillez esclareceu a influência do Oceano Atlântico nas qualidades dos vinhos leves da região, que vai de Lisboa a Pombal: “São vinhos únicos que se produzem essencialmente nesta região, devido à influência da corrente quente do golfo na costa e a outros fenómenos particulares da região, como a evaporação da água do mar no verão, que reduz as necessidades de rega”.

O protocolo de cooperação técnica e científica entre a ESTM/IPLeiria e a Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa entra em vigor de imediato, e pretende desenvolver investigação e projectos que contribuam para a valorização dos vinhos da região.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Ravasqueira Grande Reserva 2014. Espumante do Alentejo já está no mercado

Partilhar              “Paciência de ourives” é a expressão que traduz o empenho na construção do Espumante Ravasqueira …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.