Início / Agricultura / Investigadores portugueses desenvolvem novo método de detecção de açúcar em plantas

Investigadores portugueses desenvolvem novo método de detecção de açúcar em plantas

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

As plantas usam sinalizadores para poderem comunicar entre diferentes partes do organismo, por vezes através de moléculas que são o resultado da degradação de outras – a que se chamam metabolitos. O açúcar trehalose-6-fosfato (T6P) é um desses compostos, que as plantas usam para controlo o crescimento quando detectam uma crise de falta de água ou nutrientes. Para os investigadores de ciências de plantas, seria importante estudar de que forma este sinalizador funciona e em que células actua, mas a sua quantidade é muito baixa para os métodos de detecção que se usam actualmente em laboratório.

As equipas dos investigadores Carla António e Pedro Fevereiro do ITQB Nova, em parceira com a Rede Nacional de Espectrometria de Massa (RNEM), conseguiram desenvolver uma nova metodologia baseada em cromatografia líquida e espectrometria de massa que permite separar o açúcar T6P dos restantes componentes da matriz complexa da planta e medir com rigor quantidades muito baixas desta molécula. Os resultados foram publicados na revista científica Journal of Chromatography A.

100% nacional

“Este trabalho representa um avanço significativo no campo das ciências da separação, e aumenta a gama de metodologias analíticas sensíveis para medir T6P, um metabolito de sinalização de stress muito importante nas plantas”, conta Carla António, do ITQB Nova, a investigadora responsável pelo estudo. “Este trabalho é 100% feito em Portugal, o que nos enche de orgulho, e só possível pela atitude colaborativa da RNEM que nos permitiu aceder ao equipamento necessário para atingir estes resultados”.

O Instituto de Tecnologia Química e Biológica António Xavier, Oeiras, é um instituto de investigação e formação avançada da Universidade Nova de Lisboa. Tem como missão fazer investigação científica e promover formação avançada em Ciências da Vida, Química e Tecnologias associadas, para benefício da saúde humana e do ambiente.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Docapesca abre concurso para sinalização do estado da barra e avisos de temporal em Quarteira

Partilhar            A Docapesca – Portos e Lotas abriu um concurso para a sinalização visual do estado …

3 comentários

  1. Domingos Leal Ribeiro

    Que ótima descoberta! Nada melhor do que isso. por a capacidade render em favor da humanidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.