Início / Agenda / Inscrições para o Congresso Nacional do Milho terminam a 2 de Fevereiro

Inscrições para o Congresso Nacional do Milho terminam a 2 de Fevereiro

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O XI Congresso Nacional do Milho, que decorre a 7 e 8 de Fevereiro, no Hotel Altis, em Lisboa, será um palco privilegiado para debater a Política Agrícola Comum (PAC) após 2020. Especialistas, próximos do processo de decisão política, vão revelar quais as grandes linhas da próxima reforma e de que modo afectará a agricultura europeia. E o interesse pelo evento tem sido grande.

Segundo a organizadora do Congresso, a Anpromis – Associação Nacional dos Produtores de Milho e Sorgo “tendo em conta o elevado número de inscritos no XI Congresso Nacional do Milho 2017, tomamos a liberdade de informar que terminam hoje as inscrições nesta iniciativa”.

As inscrições podem ser feitas online aqui.

Reforma da PAC

Num momento em que a Comissão Europeia lança uma consulta pública a toda a sociedade sobre a próxima reforma da PAC, a Anpromis – Associação Nacional dos Produtores de Milho e Sorgo convidou um painel de oradores que estão numa posição privilegiada para esclarecer os agricultores portugueses sobre o que vai mudar na agricultura europeia após 2020.

Entre os oradores destaca-se João Pacheco da Farm Europe, movimento de reflexão sobre a economia rural europeia. Exerceu funções de sub-diretor-geral da DG AGRI, órgão executivo da Comissão Europeia para a agricultura, e tem cerca de 30 anos de experiência em negociações e implementação da PAC.

Outro orador que contribuirá com uma visão sobre o impacto da reforma no sector do milho é Daniel Peyraube, presidente da Confederação Europeia dos Produtores de Milho (CEPM) e produtor de milho na região francesa das Landes.

Agricultura e Mar Actual

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

PSD pede à ministra da Agricultura que esclareça atribuição de terrenos agrícolas em Idanha-a-Nova

Partilhar              O Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata (PSD) quer saber o que se passou com …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.