Início / Agricultura / INIAV debate resistência aos antibióticos nos animais produtores de alimentos

INIAV debate resistência aos antibióticos nos animais produtores de alimentos

A Conferência CIAinVET, sobre o tema “Animais produtores de alimentos como reservatórios de resistência a antibióticos de importância crítica”, realiza-se no dia 28 de Setembro de 2022, entre as 9 horas e as 17h45 horas, no Auditório do CAP do INIAV — Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, em Oeiras.

A participação no evento é gratuita, com inscrição obrigatória, até ao dia 26 de Setembro 2022, aqui.

O Projecto CIAinVET pretende revelar o potencial epidémico da resistência aos antibióticos de importância crítica (CIA) em estirpes de origem animal, através de análise genómica em larga escala, e desvendar a possível relação entre a virulência e a resistência, fornecendo evidências científicas sobre a emergência e a disseminação da resistência aos antibióticos nos animais produtores de alimentos.

Entre os temas em debate estarão: “Do fenótipo ao genótipo: Aplicação da genómica à resistência aos antimicrobianos (RAM) no LNR de Saúde Animal”; “Panorama da resistência aos antibióticos em E. coli dos animais da cadeia alimentar entre 2014-2021 em Portugal”; “Multirresistência em Campylobacter: Emergência da resistência à eritromicina e ertapenem”; e “Panorama da resistência aos antibióticos nas Unidades de Cuidados de Saúde e a sua conexão com a perspectiva “One Health””.

A “Utilização de medicamentos – Evolução do método de recolha de dados quanto ao consumo de antimicrobianos em medicina veterinária – 2010 a 2022”, fica a cargo de Inês Almeida, da DGAV — Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária e a “Lei da Saúde Animal – Abordagens sanitárias para promover a diminuição do consumo de antimicrobianos” de Ana Caria, também da DGAV.

CIAinVET

Os responsáveis pelo Projecto CIAinVET — fundamentalmente desenvolvido no Laboratório Nacional de Referência para a Saúde Animal, envolvendo vários colaboradores do INIAV — referem que “a resistência aos antibióticos constitui uma preocupação global de Saúde Pública, com graves repercussões na saúde humana e na saúde animal”.

E realçam que “a maioria dos antibióticos utilizados na prática clínica humana são igualmente utilizados na medicina veterinária e na produção pecuária, na terapêutica clínica e profiláctica, constituindo os animais produtores de alimentos um potencial reservatório de bactérias resistentes aos antibióticos”.

A presença de bactérias comensais e zoonóticas, resistentes a antibióticos considerados de importância crítica (CIA) na terapêutica clínica humana é particularmente preocupante, devido ao risco de transferência de determinantes de resistência entre os animais e os humanos.

Os principais objectivos estabelecidos pelo Projecto CIAinVET são:

  • Investigar a colonização intestinal de bovinos, suínos e aves por estirpes de Escherichia coli e Salmonella spp. resistentes aos antibióticos de importância crítica (CIA) através da caracterização dos respectivos perfis de susceptibilidade aos antibióticos;
  • Caracterizar os mecanismos de resistência e o seu enquadramento no contexto genético;
  • Identificar a diversidade de elementos genéticos móveis envolvidos na disseminação dos determinantes de resistência aos antibióticos detectados;
  • Revelar a ligação genética entre os determinantes de resistência aos antibióticos e os determinantes da virulência, avaliando assim o impacto que a pressão selectiva exercida pelos antibióticos pode exercer sobre a virulência bacteriana;
  • Promover e alargar a consciencialização de todos os intervenientes no processo (produtores, veterinários, inspectores, consumidores) sobre a disseminação da resistência aos antibióticos através da cadeia alimentar.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Orçamento Participativo dos Açores tem 32 propostas vencedoras

Partilhar              A edição de 2022 do Orçamento Participativo dos Açores (OP Açores) contou com mais de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.