Início / Agricultura / Inetum, SAP e Quercus unem-se para reflorestar Portugal com campanha Subscribe to Plant

Inetum, SAP e Quercus unem-se para reflorestar Portugal com campanha Subscribe to Plant

A Inetum, empresa de serviços de TI e líder de mercado na implementação de soluções SAP, acaba de lançar a campanha “Subscribe to Plant”, um projecto que visa apoiar a reimplementação da floresta portuguesa. Com esta iniciativa, a tecnológica vai desafiar os seus clientes a promover mudanças nos seus negócios que se traduzirão numa acção de plantação de árvores em território nacional.

Desenvolvida em colaboração com a SAP e a Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza, a iniciativa tem como o objectivo plantar 1.000 árvores de espécies autóctones até ao final do ano. Desta forma, a Inetum pretende contribuir para a reflorestação das florestas nacionais, combatendo o flagelo causado pelos incêndios dos últimos anos em Portugal, refere a empresa em nota de imprensa.

Por cada 2.000 euros adquiridos em subscrições SAP Cloud, entre os meses de Maio e Novembro de 2023, a tecnológica compromete-se a plantar uma árvore no Pinhal de Leiria. Durante o mesmo período, as árvores serão semeadas e propagadas pela Quercus. O projecto culminará numa acção de plantação, que contará com a ajuda de clientes e colaboradores da Inetum, e com a monitorização do crescimento de espécies de árvores autóctones no Pinhal de Leiria.

“Procuramos sempre impulsionar uma mudança positiva nos negócios dos nossos clientes. Com esta iniciativa pretendemos ir mais além, fazendo com que essa transformação tenha também um impacto nas florestas portuguesas, muito afetadas pelos incêndios nos últimos anos, ao apoiar a reflorestação com a plantação de espécies autóctones”, afirma Mário Oliveira, CEO da SAP Global Business Line da Inetum.

Subscribe to Plant

A campanha “Subscribe to Plant” procura chamar a atenção para a importância da preservação e valorização da floresta, mobilizando clientes e colaboradores em prol de um objectivo comum, acrescenta a mesma nota.

E adianta que “depois dos incêndios que devastaram o Pinhal de Leiria, em 2017, a maior parte da mata está ainda hoje sem plantação. A recuperação da floresta com espécies autóctones é de extrema importância, uma vez que estas estão mais adaptadas às condições do solo e do clima, sendo mais resistentes a incêndios, pragas, doenças, longos períodos de seca ou de chuva intensa”.

O Grupo Inetum aderiu ao Pacto Global das Nações Unidas, que visa incentivar empresas em todo o mundo a adotar uma atitude socialmente responsável, comprometendo-se a integrar e promover as quatro áreas do Pacto relacionadas com direitos humanos, normas internacionais do trabalho, meio ambiente e luta contra a corrupção.

Mais informações sobre a campanha aqui.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Chega recomenda ao Governo reversão da extinção das Direcções Regionais de Agricultura

Partilhar              O Grupo Parlamentar do Chega (CH) recomenda ao governo que “reverta a decisão de extinção …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.