Início / Agricultura / Incêndios em áreas de pastorícia levam ICNF a reforçar vigilância

Incêndios em áreas de pastorícia levam ICNF a reforçar vigilância

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O ICNF — Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas informa que vai reforçar,a partir da noite de hoje, 13 de Setembro, a vigilância em parques e áreas protegidas, recorrendo às suas equipas de vigilantes da natureza e ao corpo de agentes florestais.

Tudo porque nos últimos dias surgiram fogos em áreas de pastorícia.

Queimadas proibidas

Recorde-se que a realização de queimadas é proibida até 30 de Setembro e é punida com coimas que podem atingir 60 mil euros para pessoas colectivas.

Sendo necessária a renovação de pastagens para o gado, o ICNF irá apoiar a utilização de acções de fogo controlado a partir de Outubro.

Risco máximo de incêndio

De salientar que mais de 100 concelhos de 13 distritos de Portugal continental apresentam hoje risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Em risco máximo de incêndio estão hoje mais de 100 concelhos dos distritos de Faro, Beja, Leiria, Aveiro, Porto, Castelo Branco, Portalegre, Santarém, Coimbra, Guarda, Braga, Viseu e Bragança.

Os cálculos para este risco são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

Ver também:

Chegámos a Setembro? Sim. Mas, queimadas proibidas até dia 30

Quer manter o seu terreno limpo? Já conhece a aplicação do ICNF para o apoiar na gestão de combustíveis?

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Alérgico ao pólen? Consulte a plataforma Pólen Alert criada pela Universidade de Évora e saiba onde há maior concentração

Partilhar            Investigadores do Grupo de Ciências da Atmosfera, Água e Clima do Instituto de Ciências da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.