Início / Featured / Inaugurados Armazéns de Aprestos dos pescadores da Póvoa de Varzim e Vila do Conde

Inaugurados Armazéns de Aprestos dos pescadores da Póvoa de Varzim e Vila do Conde

Os Armazéns de Aprestos dos pescadores que operam nos portos da Póvoa de Varzim e Vila do Conde foram oficialmente inaugurados na manhã de ontem, 2 de Julho. Um projecto financiado pelo Mar 2020, num montante superior a 8,1 milhões de euros.

“O Governo quer que os portos se tornem centros de negócios mais abrangentes em actividades complementares à pesca, para alavancar projectos de economia circular e de economia social, no âmbito das comunidades piscatórias, em parceria com todos os agentes nacionais e internacionais”, disse a ministra da Agricultura e da Alimentação, Maria do Céu Antunes, que esteve presente na cerimónia.

Maria do Céu Antunes destacou “o número de postos de trabalho gerados pelas pescas em Portugal, cerca de 15 mil. Um sector essencial no equilíbrio sócio-económico das comunidades costeiras”.

A governante sublinhou ainda a vitalidade do setor das pescas, cujo “valor do pescado transacionado nas lotas e postos de Portugal continental, em 2021, atingiu o valor aproximado de 269 M€, um aumento de 27,3%”.

A cerimónia contou ainda com a presença da secretária de Estado das Pescas, Teresa Coelho, do presidente do conselho de administração da Docapesca, Sérgio Miguel Faias, do presidente da Associação Pró Maior Segurança dos Homens do Mar (APMSHM), João Leite, e, ainda, dos presidentes dos Municípios da Póvoa de Varzim e Vila do Conde, Aires Pereira e Vítor Costa.

Homenagem póstuma ao Mestre José Festas

O presidente da APMSHM entendeu, neste momento inaugural, prestar homenagem póstuma ao seu antecessor, Mestre José Festas, que deu início à concretização do projecto de construção destes Armazéns. João Leite agradeceu, também, a Aires Pereira por “todo o apoio e solidariedade” prestado ao projecto e à comunidade piscatória; aspecto ressaltado, também, pelo presidente da Docapesca que enumerou os diversos investimentos que o Município da Póvoa de Varzim fez na melhoria das condições de trabalho de quem opera no porto de pesca.

Aires Pereira centrou o seu discurso na valorização da importância que a nossa comunidade piscatória representa a vários níveis, aproveitando a presença de membros do Governo para destacar que “cada vez mais o nosso futuro está no mar”, pelo que este “deve ser assumido como o grande desígnio estratégico nacional”.

Aludindo à Conferência dos Oceanos das Nações Unidas, que encerrou a 1 de Julho em Lisboa, o presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim advertiu para a “urgência de cuidarmos do mar, recurso vital para a sobrevivência da humanidade que tanto temos maltratado”.

“O mar une e ensina-nos que podemos ter crescimento económico e defesa do ambiente. Mais que isso: o mar ensina-nos que só a defesa dos ecossistemas marinhos permite a sustentabilidade do imenso potencial de desenvolvimento económico que nos oferece. Façamos, pois, bom uso dos recursos que ele coloca à nossa disposição”, frisou Aires Pereira.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Produtores apresentam projecto de promoção da Maçã de Alcobaça em mercados externos

Partilhar              A APMA – Associação dos Produtores de Maçã de Alcobaça vai apresentar amanhã, 3 de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.