Início / Agenda / III Jornadas do Agrupamento de Defesa Sanitária de Estremoz arrancam a 6 de Fevereiro

III Jornadas do Agrupamento de Defesa Sanitária de Estremoz arrancam a 6 de Fevereiro

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

As III Jornadas ADS de Estremoz vão decorrer, nos dias 6 e 7 de Fevereiro, no Pavilhão A do Parque de Feiras e Exposições daquele município. A entra a é livre, com almoço gratuito nos dois dias, mas sujeita a inscrição (aqui).

O ADS de Estremoz é um Agrupamento de Defesa Sanitária, cujo principal objectivo, desde Julho de 1988, é zelar pela saúde dos efectivos ovino, caprino e bovino dos seus associados.

O primeiro dia é dedicado aos grandes ruminantes, centrando-se na Coccidiose, diarreias em vitelos, vacinação e a exportação de bovinos, entre outros temas.

Pequenos ruminantes

Já o dia 7 é dedicado aos pequenos ruminantes debatendo temas como a exportação de ovinos, sistemas para optimizar a eficiência reprodutiva em rebanhos de ovinos e a importância da assessoria técnica nas explorações de pequenos ruminantes como estratégia de eficiência económica das mesmas.

Pode consultar o programa completo aqui.

ADS de Estremoz

Após a entrada para a União Europeia, a 1 de Janeiro de 1986, Portugal sofreu reestruturações em todos os sectores de actividade e a pecuária não foi excepção.

Com o objectivo de melhorar o estado sanitário dos efectivos ovinos, bovinos e caprinos, uma das exigências da UE foi a criação, por todo o País, de Agrupamentos de Defesa Sanitária/Organização de Produtores, sendo, a sua maioria, agregada a associações de agricultores já existentes.

No caso especifico de Estremoz, o ADS “nasceu” a 7 de Julho de 1988, agregado à ACORE – Associação de Criadores de Ovinos da Região de Estremoz, a qual tinha sido constituída dois anos antes.

1.309 sócios

Actualmente, o ADS de Estremoz conta com um universo de 1.309 sócios, distribuídos por seis principais concelhos (Alandroal; Borba; Estremoz; Redondo, Sousel e Vila Viçosa).

Continua a ter como principal objectivo, ajudar a melhorar o estado sanitário dos efectivos ovino, bovino e caprino dos seus associados, através de actividades como:

  • rastreio de doenças como a brucelose, a tuberculose e a leucose;
  • promoção de serviços de vacinação/desparasitação;
  • serviços de SNIRA;
  • serviços de I-Digital;
  • venda de medicamentos veterinários.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Vila Real de Santo António tem a primeira central fotovoltaica instalada nos portos de pesca nacionais

Partilhar            A Docapesca – Portos e Lotas concluiu a instalação de uma central fotovoltaica, que transforma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.