Início / Agenda / I Congresso Luso-Brasileiro Horticultura já tem programa

I Congresso Luso-Brasileiro Horticultura já tem programa

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Associação Portuguesa de Horticultura (APH) e a Associação Brasileira de Horticultura (ABH) estão a preparar o I Congresso Luso-Brasileiro de Horticultura, que reúne pela primeira vez em Lisboa, de 1 a 4 de Novembro, investigadores, técnicos e empresários dos diferentes ramos da horticultura (entendida em sentido lato), a trabalhar em Portugal, no Brasil e em todos os outros países de língua oficial portuguesa (CPLP).

O Congresso terá lugar no Centro de Congressos do Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE), em Lisboa.

O CLBHort2017 tem como tema a “Inovação ao Serviço dos Negócios”, integrando Sessões Plenárias, Mesas Redondas e E-Posters:

Plenária 1 – Horticultura de precisão em aplicações da detecção remota, robótica e inteligência artificial.

Plenária 2 – Os novos desafios da qualidade pós-colheita.

Plenária 3 – Diversidade das variedades hortícolas – Detentores dos direitos legais da produção e comercialização das sementes.

Plenária 4 – Visão geral sobre processamento em Horticultura (Caso estudo tomate de indústria) – Situação atual e perspectivas futuras em Portugal e no Brasil.

As inscrições podem ser feitas no site do evento com desconto até ao dia 30 de Junho de 2017. O custo é de 250 euros para associados e de 300 euros para não associados. Os estudantes têm um desconto de 50% sobre o valor de não sócio.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Vila Real de Santo António tem a primeira central fotovoltaica instalada nos portos de pesca nacionais

Partilhar            A Docapesca – Portos e Lotas concluiu a instalação de uma central fotovoltaica, que transforma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.