Início / Agricultura / Reboques agrícolas. Herculano conquista mercado do Canadá em tempos de pandemia

Reboques agrícolas. Herculano conquista mercado do Canadá em tempos de pandemia

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Herculano — Alfaias Agrícolas, empresa 100% nacional, acaba de garantir as suas primeiras encomendas no mercado agrícola do Canadá.

Sendo por tradição, um mercado de difícil penetração devido à sua grande exigência de qualidade e tendo em conta a actual conjuntura económica, com a pandemia Covid-19 a dominar as preocupações dos empresários, a entrada neste mercado “premeia a estratégia de internacionalização da marca que leva o made in Portugal ao continente americano”, refere um comunicado da empresa.

E acrescenta que esta conquista é “fruto da aposta da empresa na evolução tecnológica e desenvolvimento de novos produtos, como os dumpers HTP e HDPA, bastante apreciados internacionalmente sobretudo para trabalhos exigentes como explorações mineiras e grandes movimentações de carga, tendo também a grande vantagem de no caso do HTP serem multifacetados para outro tipo de funções como transporte de silagem com inserção de taipais extra próprios. Será sem dúvida uma porta de entrada e uma montra que poderá expandir a oferta de produtos da gama Herculano para exportação neste novo continente”.

Aposta na internacionalização

Além de continuar a sua aposta na internacionalização e a consolidação ibérica da sua posição dominante no mercado dos reboques agrícolas, a Herculano continua a crescer no mercado nacional acompanhando o crescimento do sector e a investir em investigação e tecnologia que permita à empresa ser “o parceiro de eleição dos agricultores no terreno”.

A Herculano está localizada em Oliveira de Azeméis e é actualmente um dos maiores fabricantes ibéricos de material agrícola e integra o Grupo Ferpinta.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Petição contra a alteração da idade para assistir ou participar em touradas está a chegar aos 18 mil subscritores

Partilhar              O Conselho de Ministros aprovou no dia 14 de Outubro o decreto-lei que altera a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.