Início / Agricultura / Há menos Jovens Agricultores a instalarem-se na cultura do olival

Há menos Jovens Agricultores a instalarem-se na cultura do olival

“Tendo por base os dados do PDR 2020 8 Programa de Desenvolvimento Rural 2014-2020], existem menos Jovens Agricultores a instalarem-se tendo por base a cultura do olival”. “Em 2016, tinham sido atribuídos cerca de dois milhões de euros de prémios à Primeira Instalação e, em 2022, apenas tinham sido atribuídos 235.000 euros, o que corresponde a um decréscimo de quase 80%”, refere o estudo “Olivicultura O motor da (r)evolução agrícola nacional”, elaborado pela Consulai – Consultadoria Agro-Industrial e da Juan Vilar Consultores para a Olivum —Associação de Olivicultores e Lagares de Portugal.

E realça que, para tal, “muito tem contribuído o facto de abrirem concursos para a Primeira Instalação de Jovens Agricultores com a mesma periodicidade que abriram no início do período de programação”.

O apoio à Primeira Instalação de Jovens Agricultores tem como objectivo aumentar a atractividade do sector agrícola, promovendo o investimento, o apoio à aquisição de conhecimentos e a participação no mercado, permitindo fomentar a renovação e o rejuvenescimento das empresas agrícolas, explicam os autores do estudo, apresentado no passado dia 13 de Junho no Seminário “Azeite em Perspectiva: Inovação, Sustentabilidade e Futuro”, promovido pela Olivum, no âmbito da Feira Nacional de Agricultura.

Adianta o mesmo estudo que “apesar de terem sido impostas restrições ao financiamento de novas áreas de olival e de novos lagares de azeite, (,,,) continuou a existir uma forte capacidade empreendedora no sector ao longo dos anos”. “Se compararmos o ano de 2019 com o ano de 2022, percebemos que o peso dos investimentos de transformação aumentou no conjunto do investimento sectorial, o que demonstra a dinâmica da fileira”.

Pode ler o estudo “Olivicultura O motor da (r)evolução agrícola nacional” aqui.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Tem porcos? Declaração obrigatória de existências tem de ser feita até 31 de Agosto de 2024

Partilhar              A DGAV — Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária informa que no mês de Agosto de 2024, …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.