Início / Agricultura / Groupe Bel actua para reduzir as emissões de carbono e o aumento do aquecimento global

Groupe Bel actua para reduzir as emissões de carbono e o aumento do aquecimento global

O Groupe Bel, que há mais de 100 anos se dedica à produção de queijo e leite, continua no seu trabalho de preservação do planeta, comprometendo-se a reduzir as suas emissões de carbono e a actuar para limitar o aquecimento global a 1,5°C. Procurando conjugar rentabilidade e sustentabilidade no seu modelo de negócios, o Grupo emprega mecanismos de controlo das emissões de CO2 que regem a sua performance.

O Groupe Bel juntou-se à Science Based Target Iniciative (SBTi), em 2017, como parte da sua missão em cumprir os objectivos estabelecidos pelos Acordos de Paris. O Grupo tem, assim, a ambiciosa meta de atingir neutralidade carbónica das suas fábricas até 2025, mantendo o sabor e qualidade dos produtos, sem prejudicar a Terra que permite a sua produção.

“Este compromisso de sustentabilidade não é novo para o Groupe Bel, que desde cedo compreendeu que um planeta limpo e verde permite criar e desenvolver produtos saudáveis e de qualidade. Nesse sentido, o grupo tem trabalhado lado a lado com os seus produtores para a implementação de práticas agrícolas sustentáveis que reforcem o seu posicionamento verde”, refere uma nota de imprensa do Grupo.

E realça que o sucesso do grupo face à implementação de medidas verdes deve-se aos seus mecanismos e indicadores de controlo da pegada carbónica. Com uma monitorização mensal, os indicadores utilizados fornecem uma perspectiva regular, consolidada e precisa do impacto carbónico dos seus produtos, marcas e segmentos nos mais diversos mercados. Consciente do caminho ainda a percorrer para a concretização dos seus objectivos sustentáveis, a missão mantém-se inalterada no que respeita ao impacto ecológico para o Groupe Bel.

Indicador de carbono

O indicador de carbono faz parte de um inovador e global indicador de impacto positivo, que consolida 7 critérios diferentes, incluindo a acessibilidade e o contributo para agricultura regenerativa. O Grupo pretende também definir orçamentos de carbono, um pouco como os típicos orçamentos financeiros, mas em vez de limites financeiros empregam limites à emissão de CO2 na cadeia de produção Bel, garantindo uma transparência constante quanto ao impacto ambiental da sua produção e aos mecanismos que utiliza para o reduzir.

“Algumas das nossas marcas têm mais de cem anos de existência. Elas têm acompanhado várias gerações de consumidores em todo o mundo na evolução dos seus hábitos alimentares. Cabe-nos fazer deles uma força para os compromissos dos consumidores, dotando-os de valores positivos que sejam consistentes com as expectativas das pessoas”, diz Antoine Fiévet, presidente e CEO do Groupe Bel.

“São consumidas 20 mil milhões de porções, produzidas por nós, por 400 milhões de pessoas em todo o Mundo. A nossa nova trajectória verde terá um impacto significativo, para todos, e envolve todos os nossos colaboradores, desde o produtor de leite ao consumidor. Aliás, o nosso Programa Leite de Vacas Felizes é o reflexo do excelente trabalho desenvolvido em Portugal”, comenta Tayeb Mouchine, director geral do Groupe Bel em Portugal.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Cotações – Cereais – Informação Semanal – 13 a 19 Junho 2022

Partilhar              Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas Cereais Outono-Inverno Esta semana foi dada …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.