Início / Empresas / Gráficos em pixel nos videojogos modernos

Gráficos em pixel nos videojogos modernos

O design de Pixel nos videojogos foram os primeiros a que tivemos acesso. Os famosos jogos do Atari e do Super Nintendo começaram com os desenhos em Pixel, assim como tantos outros consoles e jogos.

A recriação dos jogos online já acontece através de várias plataformas, como a Ice Casino online, que oferece jogos clássicos de caça-níqueis, por exemplo. Esta volta do retro é algo que está a acontecer com bastante força e, para os apaixonados por videojogos, isso é algo que traz uma sensação de voltar realmente às sensações do passado.

É importante lembrar que os videojogos foram a revolução para uma infância e juventude. A possibilidade de jogar em casa, dividir o tempo com amigos em algo tecnológico e que era seu foi realmente algo que não era talvez esperado por muitos.

A ideia de um videojogo vinha sempre atrelada aos locais com fliperamas, até porque, quando o Atari foi lançado, por exemplo, não eram todas as famílias que tinham acesso à televisão como acontece hoje. Ter uma televisão a cores por si só já era algo acima da realidade de muitos então, ter um videojogo dentro de casa era realmente uma transformação no modo de ver a tecnologia.

Os gráficos de pixel já eram algo extremamente excitante pois, ainda que com formas quadradas, eles permitiam que o jogador pudesse ter uma interacção real com o cenário, pelo menos é o que se pensava na época.

Jogos como Super Mario e Space Invaders ficaram na cabeça de várias gerações por serem tão emocionantes quanto visualmente interessantes.

Hoje, os gráficos são quase que perfeitos, com uma qualidade onde se pode criar até microexpressões faciais dos personagens mas, a saudade do design de jogos em pixel ficou e, mesmo que esses jogos pareçam mais simples, as emoções são as mesmas e, em muitos casos, a simplicidade ficou para trás.

Jogos novos porém “pixelados”

Muitas empresas estão a rever os jogos pixelados e alguns jogos já fazem um grande sucesso. Mas, ainda com a ideia de aproveitar o que foi feito no passado, empresas como a Nintendo permitem que seus clientes baixem jogos antigos para os aproveitar nas novas consolas.

A Nintendo hoje já permite que os seus usuários aproveitem jogos do Super Nintendo, Nintendo 64 e Mega Drive. Os jogos podem ser baixados assim como tantos outros oferecidos pela marca e cada jogo possui um valor específico, de acordo com o país do jogador.

Esta é uma forma que as empresas encontraram de lucrar com um produto que poderia ficar perdido no tempo mas que ainda hoje faz sucesso tanto com os jogadores antigos, que relembram sua infância, quanto com jogadores novos, que descobrem um novo tipo de gráfico.

O Minecraft também é um jogo no estilo pixelado que só em 2020 teve uma receita de 1.1 mil milhões de dólares. Ele tem um conceito um pouco diferente de outros jogos pixelados dos anos 70, 80 e 90 pois no jogo, o gamer é livre para fazer o que quiser, sem missões específicas.

A empresa criadora do jogo continua a apostar na pixel-art para os seus novos jogos e acredita que esse ramo pode trazer outro sucesso como foi o do Minecraft já que as pessoas se identificam com o simples e com o retro.

Terraria é um jogo que foi lançado na mesma época do Minecraft e também possui a lembrança da pixel-art. Vários outros também entraram no ramo, como o Rogue Legacy e Superbrothers: swords and sworcery, Deep Dungeons of Doom, Duelyst, etc. A lista é realmente grande.

Isso só mostra que mesmo com a evolução dos jogos para 3D, os jogos pixelados ainda terão um futuro gigantesco pela frente pois o que parece é que cada geração terá o seu jogo com gráficos em pixel para chamar de seu.

É importante lembrar que por um jogo ter um formato de pixel não significa que ele é um jogo antigo ou sem recursos. Hoje, mesmo jogos relacionados à essa arte possuem uma grande variedade de possibilidades, como é o caso do Minecraft, por exemplo.

Outros jogos continuam a ser lançados nos últimos anos, como é o caso do The Last Night, que é um jogo 3D com arte de pixel, algo bem interessante para aqueles que querem entender mais sobre o futuro dos jogos nesse estilo.

Aproveitar uma variedade de gráficos que parece quase infinita é uma óptima motivação para aqueles que gostam de videojogos mas, voltar ao passado de uma certa forma, com a sensação de estar na sala de casa com um Atari nas mãos realmente pode animar ainda mais até mesmo os mais velhos que esqueceram um pouco de como é se divertir com videojogos.

 
       
   
 

Verifique também

PCP: Aeroporto de Beja é “um elemento decisivo na promoção da coesão territorial”

Partilhar              O Grupo Parlamentar do Partido Comunista Português (PCP) considera que “o Aeroporto de Beja é …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.