Início / Agricultura / GPP dedica revista Cultivar agricultura biológica e outros modos de produção sustentável. Leia aqui

GPP dedica revista Cultivar agricultura biológica e outros modos de produção sustentável. Leia aqui

O GPP — Gabinete de Planeamento Políticas e Administração Geral, do Ministério da Agricultura, já publicou a edição n.º 26 da publicação Cultivar – Cadernos de Análise e Prospectiva, dedicada ao tema da agricultura biológica e outros modos de produção sustentável.

Os modos de produção sustentável, com destaque para a agricultura biológica, assumem um papel importante na transição ecológica do sistema agroalimentar da União Europeia (UE), estabelecida pelo Pacto Ecológico Europeu, refere o GPP.

E acrescenta que a capacidade da agricultura europeia responder a estes desafios, alcançando as metas estabelecidas, tem sido questionada, nomeadamente considerando os custos de adaptação desta transição, os limites das tecnologias disponíveis e a insuficiência dos níveis de produtividade destes modos de produção.

Para conhecer melhor o papel destes sistemas de produção sustentável, em desenvolvimento, e o destaque que se tem dado nas políticas públicas em particular à agricultura biológica, esta edição da Cultivar integra um conjunto de reflexões, análises e dados que permitem uma imagem abrangente e diversificada desta temática, recorrendo a especialistas da academia, da administração, de organizações associativas e de agricultores.

Pode ler a edição n.º 26 da publicação Cultivar aqui.

Como contributo para aprofundar esta reflexão, o GPP vai promover uma sessão de debate a 15 de Dezembro pelas 15h, disponibilizando-se em breve o acesso para inscrição no seu website, aqui.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Vamos deixar de consumir tubarão?

Partilhar              Artigo de opinião de Ana Henriques, Técnica de Oceanos e Pescas da ANP|WWF Enquanto lê …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.