Início / Agricultura / Governo assina contrato de financiamento da Barragem do Pisão com Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo

Governo assina contrato de financiamento da Barragem do Pisão com Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo

A Barragem do Pisão vai mesmo avançar. Um investimento de 120 milhões de euros que tem tem como principais objectivos garantir a disponibilidade de água para consumo urbano numa região com carências hídricas, reconfigurar a actividade agrícola e criar oportunidades para novas actividades económicas, nomeadamente ao nível da agricultura, turismo e energia, com a construção de uma central fotovoltaica de 150 megawatts flutuante. As obras estarão terminadas em 2025.

A cerimónia de apresentação do Empreendimento de Aproveitamento Hidráulico de Fins Múltiplos do Crato, inscrito no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), e de assinatura do contrato de financiamento com a Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo (CIMAA), acontecerá esta sexta-feira, dia 30 de Julho, às 10h30, no Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa, no Crato.

“Este é um dos maiores investimentos alguma vez realizados no Alto Alentejo e um projecto estruturante para o desenvolvimento e coesão do território”, salienta uma nota de imprensa da Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo.

A cerimónia será presidida pelo primeiro-ministro, António Costa, e conta também com a presença da ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, da ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, do presidente da Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo, Hugo Pereira Hilário, e do presidente da Câmara Municipal do Crato, Joaquim Diogo.

A CIMAA “empenhou-se na identificação deste projecto, deu-lhe prioridade e mobilizou-se para a sua realização. A nova estrutura promete beneficiar cerca de 110 mil pessoas nos 15 municípios de todo o Alto Alentejo”, realça a mesma nota.

Investimento de 120 milhões de euros

O Empreendimento Hidráulico de Fins Múltiplos do Crato, conhecido como barragem do Pisão, será construído com um investimento de 120 milhões de euros do PRR. O projecto original data dos anos 40, teve os primeiros estudos em 1957 e avança agora respondendo a uma necessidade antiga da Região.

Segundo o cronograma submetido à Comissão Europeia, as obras estarão terminadas em 2025 e os projectos e estudos detalhados devem ser concluídos até ao final deste ano. Está prevista para 2022 a emissão da Declaração de Impacte Ambiental, bem como o estaleiro e os trabalhos preparatórios, incluindo a abertura de acessos.

A CIMAA — Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo é uma entidade que tem como missão a promoção e a defesa dos interesses comuns dos quinze municípios associados, impulsionando o seu desenvolvimento integrado e sustentado, valorizando parcerias, criando sinergias e maximizando complementaridades. Entre eles estão os concelhos de Alter Do Chão, Arronches, Avis, Campo Maior, Castelo De Vide, Crato, Elvas, Fronteira, Gavião, Marvão, Monforte, Nisa, Ponte de Sor, Portalegre e Sousel.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Balcão Único do Prédio tem nova equipa de coordenação

Partilhar              A Estrutura de Missão para a Expansão do Sistema de Informação Cadastral Simplificada (eBUPi), responsável …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.