Início / Agricultura / GNR detém homem de 39 anos por incêndio florestal em Trancoso após limpeza com moto-roçador

GNR detém homem de 39 anos por incêndio florestal em Trancoso após limpeza com moto-roçador

A Guarda Nacional Republicana (GNR) informa que o Comando Territorial da Guarda, através do Posto Territorial de Pinhel, ontem, dia 7 de Julho, deteve um homem de 39 anos, por incêndio florestal, no concelho de Trancoso.

Na sequência de um alerta de incêndio, os militares da Guarda apuraram que o foco de incêndio teve origem devido a uma limpeza com uma moto-roçadora com fio nylon, tendo consumido cerca de 2,39 hectares de área florestal.

Na sequência da acção foi detido o homem que se encontrava a exercer a limpeza num dia e local em que o Risco de Incêndio foi classificado como “Muito Elevado”.

O detido foi constituído arguido, e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Trancoso. Esta acção contou com o apoio dos Bombeiros Voluntários de Trancoso, Mêda e Vila Franca das Naves.

A GNR relembra que:

  • As queimas e queimadas são das principais causas de incêndios em Portugal;
  • A realização de queimadas, de queima de amontoados e de fogueiras é interdita sempre que se verifique um nível de perigo de incêndio rural “muito elevado” ou “máximo”, estando dependente de autorização ou de comunicação prévia noutros períodos;
  • Para evitar acidentes siga as regras de segurança, esteja sempre acompanhado e leve consigo o telemóvel.

A Guarda Nacional Republicana, através do Serviço da Protecção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), tem como “preocupação diária a protecção ambiental e dos animais”. Para o efeito, poderá ser utilizada a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520) funcionando em permanência para a denúncia de infracções ou esclarecimento de dúvidas.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Presidente da Confagri: “é urgente que Governo diga se vai revogar passagem das DRAP para as CCDR”

Partilhar              O presidente da Confagri – Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas, Idalino Leão, já esteve reunido …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.