Início / Featured / GNR apreende meia tonelada de sardinha em Matosinhos. Pescado doado

GNR apreende meia tonelada de sardinha em Matosinhos. Pescado doado

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Unidade de Controlo Costeiro (UCC), através do Destacamento de Controlo Costeiro de Matosinhos, na manhã de hoje, dia 10 de Julho, apreendeu 510 quilos de sardinha, com o valor estimado de 3.060 euros, em Matosinhos.

Explica um comunicado da Guarda Nacional Republicana (GNR) que, no âmbito de uma acção de fiscalização dirigida ao Porto de Pesca de Matosinhos e zona envolvente, os militares da Guarda detectaram o pescado em dornas no cais do porto, do qual não foi possível apurar o proprietário e verificar a sua rastreabilidade.

O pescado foi apreendido e sujeito a verificação higiossanitária, tendo sido doado a instituições de solidariedade social da região Norte.

A sardinha, “Sardina pilchardus”, é um recurso de interesse estratégico para a pesca portuguesa, para a indústria conserveira e para as exportações de produtos da pesca e do mar, assumindo uma particular relevância em termos sócio-económicos em várias comunidades piscatórias.

Sustentabilidade

“O recurso deve ser explorado de modo a garantir, a longo prazo, a sustentabilidade ambiental, económica e social da pescaria, dentro de uma abordagem de precaução, definida com base nos dados científicos disponíveis, procurando-se simultaneamente assegurar os rendimentos da pesca aos seus profissionais”, acrescenta o mesmo comunicado.

A pesca da sardinha com recurso a arte de cerco encontra-se aberta desde o dia 1 de Junho até ao dia 31 de Julho de 2020.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Governo dos Açores garante: projecto final do novo matadouro de São Jorge entregue em Setembro

Partilhar            A Secretaria Regional da Agricultura e Florestas dos Açores informou que o projecto de execução …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.