Início / Featured / GNR apreende 585 quilos de amêijoa em zona interdita em Alcochete

GNR apreende 585 quilos de amêijoa em zona interdita em Alcochete

O Comando Territorial de Setúbal da Guarda Nacional Republicana (GNR), através do Destacamento Territorial do Montijo, apreendeu ontem, dia 1 de Agosto, mais de meia tonelada de bivalves, no concelho de Alcochete. Além de 585 quilos de amêijoa, foram ainda apreendidas duas ganchorras.

No âmbito de uma acção de prevenção e fiscalização à apanha de bivalves no estuário do Tejo, os militares da Guarda fiscalizaram 112 pessoas e 74 viaturas no estuário do Tejo, nomeadamente na Praia do Samouco, explica uma nota de imprensa da GNR.

E acrescenta que, no decorrer das diligências policiais “foram identificadas as pessoas que se encontravam na apanha de bivalves tendo sido elaborados quatro autos de contra-ordenação por apanha de amêijoa em zona interdita, motivo pelo qual podem constituir um perigo para a saúde pública e que levou à sua apreensão”.

A acção contou ainda com o reforço do Destacamento Territorial de Almada e do Destacamento de Intervenção (DI) de Setúbal, num total de 25 militares.

A GNR relembra que “os moluscos bivalves, porque se alimentam por filtração da água, acumulam microrganismos e substâncias químicas. Assim, o seu estado de salubridade reflecte a contaminação microbiológica e teor em metais tóxicos das zonas onde se encontram, podendo, mesmo, conter níveis superiores aos existentes no meio ambiente”.

Por outro lado, “existem perigos químicos associados aos bivalves, como as biotoxinas marinhas que são compostos tóxicos, produzidos por microalgas, que podem causar intoxicações”.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Crédito Agrícola aposta na descentralização e proximidade com concelho da Póvoa de Varzim

Partilhar              A Caixa de Crédito Agrícola reabriu a sua agência de Balasar, concelho de Póvoa de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.