Início / Empresas / Galp reduz impacto ambiental do Rock in Rio com fornecimento de gasóleo renovável
© Rock in Rio

Galp reduz impacto ambiental do Rock in Rio com fornecimento de gasóleo renovável

A Galp, patrocinadora principal do Rock in Rio Lisboa, vai contribuir para a redução do impacto ambiental da edição deste ano do festival, através do fornecimento de gasóleo renovável 100% (HVO) para os seis geradores a diesel que garantem a energia dos palcos e do recinto no Parque Tejo, em Lisboa.

Segundo as estimativas da organização do Rock in Rio, ao longo dos quatro dias de festival o consumo dos geradores pode equivaler a cerca de 70 mil litros de combustível. A substituição do gasóleo mineral pelo HVO fornecido pela Galp representará uma redução de emissões de CO2 superior a 80%, quando comparado com a pegada carbónica gerada pela utilização dos geradores na última edição do Rock in Rio Lisboa, garante uma nota de imprensa do Rock in Rio.

O gasóleo renovável 100% é um combustível produzido a partir de matéria-prima orgânica, não mineral e residual (por exemplo, resíduos de óleos alimentares usados, gordura animal, etc.). Este biocombustível totalmente renovável acaba assim por “ser bastante menos poluente do que as alternativas convencionais, podendo ser utilizado tanto nos geradores como também nos motores de combustão interna dos veículos que funcionem a diesel”, adianta a mesma nota.

Com esta iniciativa, a Galp “reforça assim o objectivo de fazer do patrocínio ao Rock in Rio uma montra privilegiada para partilhar a sua jornada de transformação, o firme compromisso com a transição energética e o apoio às comunidades”.

Estas serão, aliás, premissas presentes no stand que a Galp terá no recinto do festival, e no qual a sustentabilidade será a base das várias activações que irão seguramente ficar na memória de todos os visitantes.

Recorde-se que a 10ª edição do Rock in Rio Lisboa está agendada para os dias 15, 16, 22 e 23 de Junho de 2024, numa nova Cidade do Rock, no Parque Tejo Lisboa.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Tem porcos? Declaração obrigatória de existências tem de ser feita até 31 de Agosto de 2024

Partilhar              A DGAV — Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária informa que no mês de Agosto de 2024, …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.