Início / Featured / Gabinete da secretária de Estado da Valorização do Interior vai ser em Bragança

Gabinete da secretária de Estado da Valorização do Interior vai ser em Bragança

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

“Há valor no Interior”, disse a ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, ao anunciar que o Gabinete da Secretária de Estado da Valorização do Interior, Isabel Ferreira, vai ter sede, a partir de 18 de Novembro, no parque tecnológico Bragantia EcoPark.

Em Bragança, com a secretária de Estado da Valorização do Interior, vão trabalhar três técnicos, também eles transmontanos, enquanto a restante equipa fica em Lisboa. “Este é um sinal de que o Governo quer associar o conhecimento, as instituições de ensino superior, as autarquias e as associações empresariais para o desenvolvimento do Interior”, disse Ana Abrunhosa.

Coesão Territorial

“Coesão Territorial é fazer rede e é garantir que há um desenvolvimento equilibrado dos territórios”, afirmou Ana Abrunhosa. “É por isso que a Secretaria de Estado vai ficar sediada em Bragança. Porque é muito mais fácil aos actores que temos aqui no território ir bater à porta da Senhora Secretária de Estado e da sua equipa, e porque para nós é mais fácil acompanhar o que se passa no território, sempre de braço dado com os actores locais”.

A ministra, acompanhada da secretária de Estado, visitou o Instituto Politécnico de Bragança, que tem nove mil estudantes, três mil dos quais estudantes internacionais.

Politécnico e Bragança como inspiração para o Interior

O Instituto Politécnico de Bragança, o Centro de Investigação em Digitalização e Robótica e o Centro de Investigação de Montanha “são uma inspiração” pelo trabalho que fazem em “profunda articulação com os territórios do Interior”, disse a ministra.

Este é “um Politécnico de referência, porque a investigação que faz, fá-la com empresas, num processo de co-criação” e com um “impacto extraordinário na economia local”.

“Bragança é também um exemplo”, disse Ana Abrunhosa, pelo trabalho em rede e pela forma como se enfrentam os desafios com grande resiliência. “Temos de nos inspirar nestas pessoas” para conseguirmos transmitir “os aspectos positivos” e as oportunidades de que os territórios do Interior estão cheios.

A ministra Ana Abrunhosa e a secretária de Estado Isabel Ferreira visitaram ainda o parque tecnológico Brigantia EcoPark, onde estão sediadas 32 empresas e que representam mais de 250 postos de trabalho.

Aquavalor como projecto-âncora de desenvolvimento

Ana Abrunhosa e Isabel Ferreira visitaram também a associação Aquavalor, Centro de Valorização e Transferência de Tecnologia da Água, em Chaves.

A Aquavalor inclui actores relevantes como a Câmara Municipal, a Comunidade Inter-municipal, o Instituto Politécnico de Bragança, a Universidade de Vigo, a Associação das Termas de Portugal e várias empresas. “Projectos como este são verdadeiras âncoras de desenvolvimento”, disse Ana Abrunhosa.

No Programa de Valorização do Interior, “queremos ter projectos que façam sentido no território”, disse a ministra. “Queremos apoiar iniciativas como a da Aquavalor” e acompanhar as suas candidaturas a fundos europeus, porque estas “fazem a diferença no território”.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Risco de incêndio rural. Situação de Alerta. Queimadas proibidas até 4 de Agosto

Partilhar            O Governo declarou hoje a Situação de Alerta, entre 2 e 4 de Agosto, em …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.