Início / Apoios e Oportunidades / FundoPesca começa a ser pago a 515 profissionais da pesca açorianos na terça-feira

FundoPesca começa a ser pago a 515 profissionais da pesca açorianos na terça-feira

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Um total de 515 profissionais da pesca açorianos começam a receber a partir desta terça-feira o FundoPesca, mecanismo activado no passado dia 7 de Janeiro. Das 807 candidaturas submetidas, 515 reuniram as condições para a atribuição da compensação, num total de 171.386,70 euros, tendo sido indeferidas 292 candidaturas.

Do total das candidaturas aprovadas, mais de 50% (289) são da Ilha de S. Miguel, representando um valor de 96.760,04 euros.

“No período compreendido entre 15 de Novembro de 2020 e 5 de Janeiro de 2021, devido ao mau tempo, constatou-se uma perda de rendimentos de 15 dias interpolados, num valor diário de venda de pescado em lota inferior a 35% do valor da média aritmética diária dos últimos três anos civis, calculada por ilha”, refere o Executivo açoriano.

50% do salário mínimo regional

Mediante a decisão do Conselho Administrativo do FundoPesca, presidido pela Directora Regional das Pescas, os trabalhadores em regime de exclusividade na pesca vão receber o equivalente a 50% do salário mínimo regional em vigor (349,13 euros).

O FundoPesca foi criado em 2002 com o objectivo de atribuir uma compensação salarial aos pescadores dos Açores em determinadas situações que os impeçam de exercer a sua actividade.

Paralelamente, a Secretaria Regional do Mar e das Pescas está a ultimar um pacote legislativo de apoio aos profissionais da pesca para mitigar os efeitos provocados pela pandemia de Covid-19.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Fenareg pede reforço do financiamento ao regadio no Plano de Recuperação e Resiliência

Partilhar            A Fenareg – Federação Nacional de Regantes de Portugal considera insuficiente a verba destinada à …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.