Início / Agricultura / Fundação Yves Rocher anuncia vencedoras do Prémio Terre De Femmes

Fundação Yves Rocher anuncia vencedoras do Prémio Terre De Femmes

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Fundação Yves Rocher, que todos os anos distingue mulheres com projectos na área do ambiente, vai dar a conhecer, no próximo dia 29 de Março, sexta-feira, as vencedoras da 10.ª edição do Prémio Terre de Femmes em Portugal. A iniciativa terá início às 10h30 e decorrerá nos Paços de Concelho, em Lisboa.

Este ano, por assinalar os 10 anos em Portugal, o Prémio Terre de Femmes vai distinguir três mulheres com o donativo total de 18 mil euros: 10 mil para a primeira classificada, 5 mil para o segundo lugar e 3 mil para a terceira mulher a ser distinguida.

Grande Prémio Internacional

Para além do prémio atribuído no próximo dia 29 de Março, a primeira classificada ficará também habilitada ao Grande Prémio Internacional, no valor adicional de 10 mil euros. A juntar-se a Portugal, também a Alemanha, Espanha, França, Itália, Marrocos, México, Rússia, Suíça, Turquia e Ucrânia vão estar na corrida.

Somando os prémios nacional e internacional, a vencedora portuguesa poderá arrecadar um prémio de 20 mil euros. Recorde-se, aliás, que já em 2015, foi a bióloga portuguesa Milene Matos quem conquistou simultaneamente estas duas distinções.

Presidente da Associação BioLiving nos jurados

Por todo o seu percurso desde a atribuição do Prémio, Milene Matos, presidente da Associação BioLiving, foi este ano, convidada a integrar o grupo de jurados da 10.ª edição.

Para além da anterior laureada, o júri é, ainda, composto por Luísa Schmidt, Socióloga e Investigadora Principal do ICS-UL; Susana Fonseca, Investigadora de Pós-Doutoramento no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa e membro da direção da Associação Zero e Mário Grácio, Técnico Especialista no Gabinete do Secretário de Estado do Ambiente no Ministério do Ambiente.

Cooperativa de Valorização dos Resíduos

Na última edição, a vencedora do Terre de Femmes Portugal foi Estrela Matilde, uma alentejana a viver na Ilha do Príncipe que criou a Cooperativa de Valorização dos Resíduos e que orienta um grupo de dez mulheres que desenvolvem joias a partir de garrafas de vidro recicladas, o que tem contribuído para o desenvolvimento económico e social de muitas famílias da ilha.

Presente em Portugal desde 2009, em terras lusas, o Prémio Terre de Femmes já distinguiu 22 mulheres e apoiou com mais de 100 mil euros projectos que têm revelado um forte impacto social, ambiental e económico.

Ao nível internacional, o Terre de Femmes vai já para a 18.ª edição, tendo apoiado já mais 400 mulheres em mais de 50 países, num investimento total de 1,8 milhões de euros.

Reforçar a liderança das mulheres

Recorde-se que esta distinção tem como objectivo reforçar a liderança e contribuir para a autonomização das mulheres, dando visibilidade e apoiando financeiramente projectos de eco-empreendedoras e eco-cidadãs que trabalham todos os dias para uma pegada cada vez mais positiva.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Estudo. Olivais modernos aumentam a fixação da população rural

Partilhar            São muitos os defensores de que o olival moderno elimina mão-de-obra, ao substituir pessoas por …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.