Início / Agenda / Fórum da Agropecuária Biológica. Ilha do Faial recebe seminário Bio-Regiões

Fórum da Agropecuária Biológica. Ilha do Faial recebe seminário Bio-Regiões

A Secretaria Regional da Agricultura e do Desenvolvimento Rural dos Açores promove esta quarta-feira, 25 de Maio, pelas 20h00, o seminário “Bio-Regiões … O que são? Onde estão? Quem participa? Quais as oportunidades e os desafios?”, no âmbito do Segundo Fórum da Agropecuária Biológica, Açores Bio22, na Biblioteca Pública e Arquivo Regional João José da Graça, na Horta.

Este seminário insere-se na visita que os responsáveis pela Rede Bio-Regiões farão aos Açores entre os dias 25 e 27 de Maio, e pretende ser um espaço de informação e partilha de conhecimento, apresentando e debatendo questões tais como as vantagens da gestão sustentável do território baseado na agricultura biológica, as oportunidades para o desenvolvimento social e económico, os benefícios para a valorização dos recursos locais, naturais e culturais e casos de sucesso em Portugal e na Europa.

O evento vai contar com a presença de Salvatore Basile – Presidente do INNER (International Network of Eco Regions), Custódio Oliveira – Responsável da Rede Internacional das Bio-Regiões (INNER) em Portugal e de Armindo Jacinto, Presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, a 1.ª Bio-Região em Portugal, como oradores, sendo moderado por Carlos Ferreira, Presidente da Câmara Municipal da Horta.

A visita destes responsáveis pretende ser uma primeira abordagem ao tema no arquipélago, durante a qual será efectuado um diagnóstico das potencialidades da região, refere o Executivo açoriano em nota de imprensa.

Bio-Regiões

Segundo a tutela da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, as Bio-Regiões consistem em áreas geográficas onde agricultores, cidadãos, operadores turísticos, associações e o poder local estabelecem uma parceria para a gestão sustentável dos recursos locais, dando centralidade à produção e consumo alimentar de base biológica e agroecológica.

Neste âmbito, a promoção dos produtos biológicos articula-se em associação com a promoção do território, dos seus recursos e das suas especificidades, com o objectivo de promover o desenvolvimento integrado e sustentável das potencialidades económicas, sociais, culturais e ambientais, centrado em padrões de justiça e solidariedade.

A Rede Internacional das Bio-Regiões (INNER) está actualmente presente em dezenas de territórios a nível global, incluindo territórios portugueses.

Fórum da Agropecuária dos Açores

O Fórum da Agropecuária dos Açores é uma iniciativa conjunta da Secretaria Regional da Agricultura e do Desenvolvimento Rural e do Movimento Associativo do sector representados pela Trybio, BioAzorica e Federação Agrícola dos Açores, e tem como objectivos dinamizar uma discussão alargada sobre a agricultura e a pecuária biológicas, envolvendo produtores, técnicos, investigadores e consumidores, associações e cooperativas, a indústria, a distribuição, o comércio e os serviços públicos e privados.

Esta iniciativa tem ainda o intuito de criar uma rede regional de cooperação, conhecimento e capacitação, divulgar a investigação e fomentar a inovação quer na agricultura biológica, quer na transformação e valorização dos respectivos produtos.

Outro dos objectivos deste seminário é mitigar os grandes desafios globais, nomeadamente as alterações climáticas e as crises sanitárias.

A sessão poderá também ser acompanhada on-line, através da plataforma Teams. Os interessados em obter mais informações ou participar no evento podem contactar a organização através do endereço electrónico forumbio@azores.gov.pt, pelo contacto telefónico 292208800, ou através das redes sociais Facebook e Instagram.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Cotações – Cereais – Informação Semanal – 13 a 19 Junho 2022

Partilhar              Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas Cereais Outono-Inverno Esta semana foi dada …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.