Início / Featured / Foram salvas 241 vidas no mar em 2019

Foram salvas 241 vidas no mar em 2019

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os Centros de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa (MRCC Lisboa), de Ponta Delgada (MRCC Delgada) e o Sub Centro do Funchal (MRSC Funchal) concluíram o ano de 2019 com uma taxa de eficácia de 98,8%, correspondente a 241 pessoas salvas em 511 acções de busca e salvamento (SAR – Search and Rescue), contribuindo significativamente para a salvaguarda da vida humana no mar, nas áreas marítimas da responsabilidade de Portugal.

Segundo um comunicado da Marinha Portuguesa, nas 511 acções de busca e salvamento marítimo levadas a cabo no ano passado foram empenhados meios da Marinha Portuguesa, meios de salvamento da Autoridade Marítima Nacional, meios da Força Aérea Portuguesa (FAP) e outros recursos e meios de entidades pertencentes à Estrutura Auxiliar do Sistema Nacional de Busca e Salvamento, nomeadamente do Instituto Nacional de Emergência Médica – Centro de Orientação de Doente Urgentes no mar (INEM CODU-MAR), dos Serviços Nacionais e Regionais de Proteção Civil e Bombeiros de todos o País (Continente, Açores e Madeira), das Administrações Marítimas e Portuárias, entre outros organismos.

Apoio prestado pelos navios mercantes

A Marinha salienta, igualmente, o apoio prestado pelos navios mercantes nas acções de busca e salvamento, desviando-se das suas rotas comerciais para prestarem o auxílio necessário, sempre coordenados pelos Centros Nacionais – MRCC Lisboa e MRCC Delgada.

Os Centros Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo nacionais são operados por militares da Marinha num regime de trabalho de 24 horas por dia e 7 dias por semana, garantindo a coordenação de todas as acções SAR nas Regiões de Busca e Salvamento Nacionais.

6.000.000 Km2

​​A área de responsabilidade nacional de busca e salvamento marítimo totaliza cerca de 6.000.000 Km2, o que equivale a 63 vezes a área terrestre nacional. A taxa de sucesso anual do serviço nacional de busca e salvamento marítimo situa-se, em média, acima dos 90%, distinguindo-se como um valor de referência a nível mundial.

“Estes resultados vêm reforçar o já reconhecido sistema nacional para a busca e salvamento ao qual foi atribuído, em 2016, o prémio HERO – Honouring Excellence in Rescue Operations da International Maritime Rescue Federation e, em 2017, o prémio Navigare Mare da empresa Price Waterhouse Coopers”, realça o mesmo comunicado.

O Centro de Coordenação Marítima de Ponta Delgada foi também reconhecido pela Câmara Municipal de Ponta Delgada, em 2018, pelo seu elevado desempenho, com a Medalha de Mérito Municipal.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Docapesca investe 180 mil euros para reabilitar Lota da Nazaré

Partilhar            A Docapesca – Portos e Lotas adjudicou a empreitada de reabilitação da Lota da Nazaré …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.