Início / Agricultura / Filipinas nozes-pili autorizadas como novo alimento na UE

Filipinas nozes-pili autorizadas como novo alimento na UE

A Comissão Europeia autorizou a colocação no mercado de nozes secas de Canarium ovatum Engl. como alimento tradicional de um país terceiro, que tem um historial de utilização alimentar segura nas Filipinas e consiste nas nozes secas não torradas de Canarium ovatum Engl. vulgarmente conhecidas como nozes-pili.

As nozes-pili são produzidas apenas por plantas de Canarium ovatum Engl., variedades Laysa, Magnaye, M. Orolfo, Lanuza e Magayon, e podem ser colocadas no mercado com ou sem casca. A parte comestível da noz é a amêndoa.

Segundo o Regulamento de Execução (UE) ) 2023/267 da Comissão de 8 de Fevereiro de 2023, a Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA) concluiu que “os dados disponíveis sobre a composição e o historial da utilização solicitada de nozes de Canarium ovatum Engl. não suscitam preocupações de segurança”.

No entanto, refere que a rotulagem dos géneros alimentícios que contenham nozes secas de Canarium ovatum Engl. deve conter uma menção indicando que estas “podem causar reacções alérgicas aos consumidores com alergias conhecidas aos cajus e às nozes-comuns. Esta menção deve figurar o mais próximo possível da lista de ingredientes ou, na ausência de uma lista de ingredientes, o mais próximo possível do nome do género alimentício”.

Em 28 de Março de 2019, a empresa Domenicodelucia notificou a Comissão da sua intenção de colocar nozes de Canarium ovatum Engl. no mercado da União Europeia como alimento tradicional de um país terceiro.

Canarium ovatum Engl

Segundo um trabalho realizado em conjunto com a Universidade das Filipinas Los Baños (UPLB) e o Tratado Internacional da FAO sobre Recursos Fitogenéticos para Alimentação e Agricultura (ITPGRFA), a Canarium ovatum Engl. é valorizada principalmente pela sua amêndoa, óleo e resina. A polpa e o miolo são comestíveis e contêm uma quantidade considerável de nutrientes essenciais, antioxidantes e ácidos gordos insaturados de alta importância económica.

A substância resinosa extraída da casca é processada em múltiplos produtos industriais. Mundialmente, a procura comercial por nozes-pili, óleo e outros subprodutos está a crescer progressivamente. Mas, apesar da sua importância económica e ecológica, o as nozes-pili continuam a ser uma cultura subutilizada nas Filipinas.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Boletins com Recomendações de Rega do Milho. Semana de 13 a 29 de Maio de 2024

Partilhar              A Anpromis — Associação dos Produtores de Milho e Sorgo de Portugal informa que estão …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.