Início / Agricultura / Feira Digital do Queijo DOP. Maria do Céu Albuquerque: “Nunca a inovação fez tanto sentido. A Feira que agora inauguramos é prova disso”

Feira Digital do Queijo DOP. Maria do Céu Albuquerque: “Nunca a inovação fez tanto sentido. A Feira que agora inauguramos é prova disso”

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Feira Digital do Queijo DOP foi hoje, 15 de Abril, oficialmente inaugurada, pela ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque. Um projecto da Comunidade Inter-municipal da Região de Coimbra, dos CTT e da plataforma DOTT.

Após ter visitado uma exploração de leite, em Castelo Branco, e uma queijaria, em Oliveira do Hospital, por forma a acompanhar o escoamento destes produtos, Maria do Céu Albuquerque esteve na sede do Município de Oliveira do Hospital para lançar aquela que é a primeira Feira Digital no âmbito do sector da Agricultura, já disponível na plataforma DOTT (aqui) e a qual está integrada na iniciativa “Região de Coimbra – Região Europeia da Gastronomia 2021”.

“Não posso deixar de salientar o esforço e a dedicação de quem trabalha no sector, de todos os produtores e agricultores para quem a prioridade é garantir que nada falte nas nossas mesas. Mesmo perante todas as dificuldades e obstáculos, mesmo perante um contexto em que nos pedem que fiquemos em casa, a agricultura não para e continua a garantir produtos de excelência. Obrigada a todas e a todos e, especificamente no âmbito desta iniciativa, a todas e a todos que estão ligados à criação de gado, à produção de leite, à produção dos queijos DOP e que, bem sabemos, encaram uma vida dura e que pede total entrega”, sublinhou a ministra da Agricultura.

Dificuldades enfrentadas pelo sector

Maria do Céu Albuquerque destacou ainda que são muitas as dificuldades enfrentadas pelo sector decorrentes, designadamente, de novos padrões de consumo, do encerramento da restauração e da mudança também registada na dinâmica internacional. Dificuldades que, conforme esclareceu, estão a ser acompanhadas e monitorizadas pelo Ministério para que, “a todo o momento, possam ser desenvolvidas novas medidas”.

A titular da pasta da Agricultura enalteceu ainda a parceria que tornou possível este projecto e, lembrando a Agenda de Inovação que estava a ser desenvolvida pelo Ministério, referiu que, “perante este desafio que enfrentamos, nunca a inovação fez tanto sentido. E mais: passou a ser essencial. Temos de responder rapidamente às mudanças de hoje, já a pensar no amanhã. A Feira que agora inauguramos é prova disso, de uma capacidade de reinvenção da Agricultura, de uma aliança perfeita entre passado e futuro, entre tradição e tecnologia, entre o tanto que já somos e o tanto mais que ainda podemos ser. (…) No âmbito das medidas que têm sido levadas a cabo, nomeadamente no que respeita ao apoio e ao reforço dos circuitos curtos, e da campanha ‘Alimente quem o alimenta’, de incentivo ao consumo de produtos nacionais, o Ministério só poderia aliar-se e apoiar esta iniciativa”.

Também João Bento, CEO dos CTT, e Gaspar d’Orey, CEO da DOTT, fizeram questão de marcar presença nesta cerimónia e de destacar o papel da união nesta que é um batalha de todos. “Estamos a fazer história”, disseram ambos os CEO que, neste contexto, salientaram ainda a relevância crescente do online e o quão disponíveis estão para abraçar uma missão que passa por apoiar as empresas nacionais a adaptarem-se a uma nova forma de estar no mercado.

Destacado o papel das autarquias

Passada a palavra a José Carlos Alexandrino, o presidente da CIM Região de Coimbra e da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital salientou a “riqueza” da região, evidente na montra online já disponível, destacou o papel das autarquias e a importância do trabalho em parceria, designadamente com as empresas e com o Governo, e louvou o apoio e a resposta do Ministério da Agricultura.

“Temos de resolver os problemas recorrendo à proximidade e, assim, estaremos a apoiar os nossos produtores e os nossos agricultores. Os nossos queijos são produtos de excelência e, graças a este projecto, passarão a poder chegar às casas do nosso país. Temos de valorizar o que é nosso. E as vendas que já realizámos através da plataforma são um bom sinal”, sublinhou José Carlos Alexandrino.

“Graças a este projecto, os produtores, tão afectados por este contexto, encontrarão uma nova oportunidade para escoamento do seu produto, mantendo a sua qualidade, segurança e carácter único. Graças a este projecto, aproximaremos os produtores dos consumidores, permitiremos que o sector continue a funcionar e que, após este período, também a retoma possa vir a acontecer de forma mais célere. Graças a este projecto, que permite ao consumidor encomendar, de forma simples e segura, o seu queijo DOP, estaremos a promover os produtos nacionais, de que tanto nos orgulhamos, e estaremos a reconhecer todos aqueles que não ousaram pensar em baixar os braços. Estaremos a alimentar quem sempre nos alimentou”, assim terminou a intervenção de Maria do Céu Albuquerque.

Para ver ou rever a inauguração da Primeira Feira Digital de Queijo DOP, clique aqui.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Martini desafia patrões a darem tarde livre aos portugueses para apoiarem a restauração nacional

Partilhar            A Martini, no regresso de muitos espaços de restauração e bares à actividade (quase) plena, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.