Início / Agricultura / Fecho da restauração leva a queda de 7,4% no consumo de carne de suíno em 2020

Fecho da restauração leva a queda de 7,4% no consumo de carne de suíno em 2020

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou os dados do consumo de carne per capita referentes ao ano 2020. Em ano de pandemia, “com retracção do consumo interno resultante do encerramento temporário do canal HoReCa, bem como a diminuição drástica do turismo, o consumo total de carnes recuou para os 115 kg per capita, menos 4,9 kg comparativamente com o ano 2019”, refere uma nota de imprensa da FPAS —  Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores.

No que diz respeito à carne de suínos, o consumo fixou-se nos 41,4 kg por habitante, significando um decréscimo de 7,4% quando comparado com os 44,7 kg consumidos no ano 2019.

A carne de suínos e a carne de ovinos e caprinos foram as categorias mais afectadas pela pandemia, o que “se explica com o confinamento mais restritivo registado na altura da Páscoa, quando mais se consomem leitões, borregos e cabritos”.

Já a carne de aves (44,3) e a carne de bovinos (20,8) não registaram qualquer alteração no seu consumo face ao ano de 2019.

Auto-aprovisionamento aumenta

Simultaneamente, o INE também divulgou os dados do auto-aprovisionamento, onde houve um aumento do grau de auto-aprovisionamento da carne de suínos que se estabeleceu nos 79,3%, quando em 2019 se tinha ficado pelos 72,2%. No conjunto das carnes, o auto-aprovisionamento subiu para os 80% quando em 2019 tinha registado 74,9%.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Quinta da Alorna distinguida como “Produtor do Ano 2023”

Partilhar              A Quinta da Alorna, empresa do sector vitivinícola de Almeirim, foi distinguida como “Produtor do …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.