Início / Agricultura / “Extensivo” deve ser marca conjunta de qualidade. Conclui webinar luso-espanhol sobre pecuária extensiva

“Extensivo” deve ser marca conjunta de qualidade. Conclui webinar luso-espanhol sobre pecuária extensiva

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O webinar luso-espanhol sobre “A Pecuária Extensiva face aos novos desafios da PAC”, realizado no dia 5 de Novembro, atingiu os objectivos propostos pelos organizadores e revelou a importância do trabalho conjunto. “Com mais de 600 inscritos dos dois lados da fronteira, com perguntas pertinentes e apresentações esclarecedoras” diz a organização.

Um evento, em substituição de um Congresso sobre a temática programado para a mesma data em Beja, organizado pela ACOS – Associação de Agricultores do Sul, a União dos Agrupamentos de Defesa Sanitária do Alentejo, Federação Andaluza de Agrupamentos de Defesa Sanitária Ganadeira (FADSG) e Cooperativas Agroalimentares de Espanha.

Entre as conclusões do encontro realizado via plataforma Zoom, é de destacar ainda a defesa de uma marca “Extensivo” como forma de diferenciação e valorização conjunta dos produtos e serviços provenientes de um modo de produção amigo do ambiente

Como conclusões deste seminário sobressaíram a relevância da pecuária extensiva como sector produtivo gerador de riqueza, o seu “inquestionável contributo para o combate à desertificação do interior, a importância das raças autóctones e dos produtos de qualidade que originam, a especificidade do sistema agro-silvo-pastoril do montado/dehesa a nível ibérico, com características únicas na Europa”.

PAC 21-27

Tendo em conta a relevância do que une os dois lados da fronteira, foi manifestada a necessidade da sua defesa e valorização, posição reforçada pelos ministros da Agricultura de Portugal e de Espanha que relevaram estar a trabalhar em conjunto na resolução de questões comuns, designadamente na definição dos planos estratégicos da PAC 21-27, assim como em relação ao período de transição como forma de minimizar desequilíbrios.

Entre as conclusões do encontro realizado via plataforma Zoom, é de destacar ainda a defesa de uma marca “Extensivo” como forma de diferenciação e valorização conjunta dos produtos e serviços provenientes de um modo de produção amigo do ambiente, gerador de dinâmicas de povoamento de zonas rurais do interior, que reduz a carga combustível e de risco de incêndio, que promove o aumento de matéria orgânica e de biodiversidade, com benefícios económicos, sociais e de coesão territorial.

Reduzido nível de organização dos produtores pecuários

Um dado constatado com apreensão foi o reduzido nível de organização dos produtores pecuários, designadamente do lado português. Foi por essa razão destacada a necessidade de reforçar as organizações de produtores, com uma palavra à Administração Pública para a criação de legislação adequada, com redução da carga burocrática e reforço de apoios específicos.

Para visualizar o seminário na íntegra, clique aqui.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Confederação Nacional da Agricultura: crise agrícola “agrava-se com novo confinamento obrigatório”

Partilhar            A CNA – Confederação Nacional da Agricultura diz que as perspectivas dos agricultores para 2021 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.