Início / Agricultura / Exportações suinícolas crescem 10,8% no 1º semestre de 2021. Negócios da fileira atingem 911 M€

Exportações suinícolas crescem 10,8% no 1º semestre de 2021. Negócios da fileira atingem 911 M€

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores (FPAS) acaba de revelar as contas da suinicultura portuguesa: no primeiro semestre de 2021, foi registado um volume de negócios de cerca de 911 milhões de euros, num acumulado de produção e indústria. Este foi também o semestre com o melhor desempenho das exportações de sempre, de carne de porco e seus derivados, que registou um aumento homólogo de 10,8%

Nos primeiros seis meses do ano, a fileira da carne de porco bateu recordes, sendo este já considerado como “o melhor período de sempre em termos de desempenho das exportações nacionais suinícolas”, refere a Federação.

Este crescimento da suinicultura portuguesa permitiu que, na primeira metade do ano, se atingisse, pela primeira vez, um saldo da balança comercial portuguesa inferior a 100 milhões de euros negativos

E explica que embora as cotações agrícolas do SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas apenas tenham a indicação do valor das exportações desde 2015, “é possível concluir, por extrapolação com os volumes exportados, que o primeiro semestre de 2021 foi a altura em que mais se exportou porco, carne e seus derivados”.

“Este dado é de grande realce tendo em conta as circunstâncias vividas desde o primeiro semestre de 2020. Em termos homólogos, Portugal aumentou o seu volume de negócios externos em 10,8%”, realça a FPAS.

Este crescimento da suinicultura portuguesa permitiu que, na primeira metade do ano, se atingisse, pela primeira vez, um saldo da balança comercial portuguesa inferior a 100 milhões de euros negativos, continuando a tendência ininterrupta de melhoria do saldo da balança comercial iniciada em 2019, com as importações semestrais em linha com as registadas nos anos anteriores, diz a direcção da FPAS.

Comércio internacional

1º Semestre 2015 2016 2017 2018 2019 2020 2021
Exportações (M€) 58,8 60,2 69,4 62,2 64,3 90,1 99,8
Importações (M€) 208,1 167,2 208,3 207,8 199,1 200,1 192,2
Saldo Balança Comercial (M€) -149,3 -107 -138,9 -145,6 -134,8 -110 -92,4

Fonte: FPAS

Portugal foi o 12º país que mais exportou carne de porco na UE

Em termos relativos, Portugal foi o 12º país que mais exportou carne de porco para países terceiros no contexto da União Europeia no primeiro semestre de 2021, sendo assim o segundo melhor semestre de sempre, apenas superado pelo segundo semestre de 2020, no conjunto dos últimos seis anos.

Considerando os principais países terceiros com os quais Portugal se relaciona no comércio de carne de porco, durante o período em análise, pela primeira vez, a China subiu ao primeiro lugar da tabela, com um aumento de 169,7% do volume de negócios gerado pela carne com origem em Portugal e destino à China.

Com esta subida, Angola passou para segundo lugar, com uma quebra de 40% do valor das exportações comparativamente com o primeiro semestre do ano passado.

Já os restantes países do top 5, Cabo Verde, Japão e Suíça, mantiveram as posições do ano passado.

  Destinos   2020 2021 21%20 %total
1 China        (1) 11,59 31,26 +169,7% 57,92%
2 Angola (1) 14,56 8,73 -40,0% 16,18%
3 Cabo Verde (=) 2,58 2,80 +8,5% 5,19%
4 Japão (=) 2,44 2,32 -4,9% 4,30%
5 Suíça (=) 1,60 1,89 +18,1% 3,51%
6 Coreia do Sul (5) 0,18 1,37 +661,1% 2,54%
7 Moçambique (1) 0,83 1,24 +49,4% 2,29%
8 Reino Unido (5) 3,00 0,86 -71,3% 1,60%
9 Macau (1) 0,51 0,67 +31,4% 1,23%
10 Marrocos NEW 0 0,64 1,19%

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Associação Empresarial da Região do Algarve está a recrutar formadores na área da Gestão Ambiental

Partilhar              O NERA — Associação Empresarial da Região do Algarve encontra-se a recrutar formadores na área …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.