Início / Agricultura / Exportações de frutas, legumes e flores atingem recorde e ultrapassam os 2.000 milhões de euros

Exportações de frutas, legumes e flores atingem recorde e ultrapassam os 2.000 milhões de euros

As exportações portuguesas de frutas, legumes e flores atingiram, em 2022, o maior valor de sempre: 2.040 milhões de euros. Este resultado significa um aumento de 15,6% em comparação com 2021.

O anúncio foi feito esta quinta-feira pela Portugal Fresh — Associação para a Promoção das Frutas, Legumes e Flores de Portugal, em Berlim, onde 27 empresas, parceiros e organizações marcam presença na Fruit Logistica, a maior feira empresarial do sector. A análise da Portugal Fresh aos dados divulgados, hoje, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) permite concluir que, em volume, as vendas internacionais também cresceram 13,6% para 1.835 milhões de quilos.

Estes resultados recorde registam-se num momento em que Espanha continua a ser o maior cliente de Portugal na compra de frutas, legumes e flores (com um peso de 35%). França, Países Baixos, Alemanha, Reino Unido e Bélgica seguem-se como os principais destinos da produção nacional em 2022. A União Europeia absorve 80% do total das exportações, refere a Portugal Fresh em comunicado.

Tomate lidera exportações

Os principais produtos exportados foram o tomate processado (330 milhões de euros), os pequenos frutos (260 milhões de euros), os citrinos (172 milhões de euros), as pêras (111 milhões de euros) e o tomate fresco (79 milhões de euros).

“Este é um marco histórico para todo o sector e o resultado de mais de uma década de investimento, não só na promoção internacional, mas também em inovação e tecnologia. As empresas portuguesas estão de parabéns! Nestes últimos anos em particular, e num contexto particularmente adverso, demonstraram uma enorme capacidade de resiliência, o que só prova que a aposta no sector é uma aposta ganha e que é, de facto, estratégica para o desenvolvimento económico do país”, afirma Gonçalo Santos Andrade, presidente da Portugal Fresh, que fez hoje o anúncio destes números ao lado do embaixador português na Alemanha, Francisco Ribeiro de Menezes.

“Reafirmamos, mais uma vez, a urgente necessidade de valorizar o sector agroalimentar. Precisamos de um Ministério da Agricultura e Alimentação que corresponda a esta ambição de crescimento, com uma estrutura robusta e competente que trabalhe em estreita colaboração com o sector”, sublinha.

A participação da Portugal Fresh é realizada no âmbito do Projecto Conjunto de Internacionalização 2022/2023 apoiado pelo Portugal 2020 – Programa Operacional Competitividade e Internacionalização. Prevê um investimento global de 948.901 euros, financiado em 54% pelo FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Sapadores Florestais do SinFAP avançam com acção judicial contra o Estado Português

Partilhar              O SinFAP – Sindicato Independente dos Trabalhadores da Floresta, Ambiente e Protecção Civil, avançou com …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.