Início / Agricultura / Exportações de carne de porco descem 35% no primeiro semestre de 2022

Exportações de carne de porco descem 35% no primeiro semestre de 2022

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou as Estatísticas do Comércio Internacional relativas ao primeiro semestre de 2022 e a Filporc – Associação Interprofissional da Fileira da Carne de Porco salienta que os dados vêm confirmar a trajectória de redução das exportações face a igual período de 2021, que foi de 35% em valor para a carne de porco e produtos transformados para os países terceiros e 13,3% em termos globais.

A principal causa dessa redução é a quebra das exportações para a China que, no 1º semestre deste ano é de quase 85% ficando nos 4,7M€, muito longe dos 31M€ do ano passado, explica a Filporc. As exportações para a Suíça também sofreram uma quebra de 25,7% e para Macau de quase 11%.

Os restantes 10 principais destinos, com Angola à cabeça, tiveram aumentos das exportações, alguns significativos, mas que não foram suficientes para compensar a quebra provocada pela China. Angola volta assim a ser o nosso 1º parceiro comercial, a nível de países terceiros, em lugar de destaque face a todos os outros.

O Japão e a Coreia do Sul são dois destinos que se afirmam muito importantes para o mercado da carne de porco nacional e que confirmam a necessidade de diversificação de mercados e de abertura de alternativas.

Consulte os dados estatísticos no site da Filporc, aqui.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Componentes em cortiça by Amorim ajudam a reduzir pegada de carbono dos pavimentos

Partilhar              Os componentes de cortiça NRT62 com e sem barreira de vapor by Amorim, produtos da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.