Início / Featured / Exportações de bacalhau da Noruega para Portugal aumentam 9% em 2016

Exportações de bacalhau da Noruega para Portugal aumentam 9% em 2016

As exportações de bacalhau da Noruega para Portugal atingiram, no ano passado, 271,4 milhões de euros, o que significa um crescimento de 9% em valor face a 2015, num total de 48.603 toneladas, segundo dados do Conselho Norueguês das Pescas (Norge).

O bacalhau salgado seco foi a categoria que mais cresceu em valor, passando de 153,4 milhões de euros em 2015 para 168,9 milhões de euros em 2016 (+10%) e somando 25.167 toneladas.

As exportações de bacalhau salgado verde (destinado à secagem nas fábricas portuguesas), que alcançaram as 18.919 toneladas, aumentaram de 81,0 para 88,6 milhões de euros (+9%). As restantes categorias de bacalhau (fresco, congelado e filetes), que correspondem a 4.517 toneladas, registaram um ligeiro decréscimo de 1%, passando de 14,1 para 13,9 milhões de euros.

6,5 quilos de bacalhau por português

Em 2016 cada português consumiu em média, 6,5 quilos de bacalhau, num total de 65 mil toneladas, sendo a Noruega o principal fornecedor.

O director do Norge em Portugal, Johnny Thomassen, acredita que o bacalhau da Noruega vai continuar no topo das preferências dos portugueses em 2017, com o consumo a permanecer estável. “É impossível pedir aos portugueses que comam mais bacalhau. Das 3,9 milhões de famílias portuguesas contabilizadas no ano passado, 3,6 milhões compraram bacalhau, pelo menos uma vez, em 2016”, realçou.

O bacalhau da Noruega é proveniente de ‘stocks’ sustentáveis do mar da Noruega e do mar de Barents (Atlântico Nordeste) geridos em conjunto com a Rússia, seguindo os pareceres do Conselho Internacional para a Exploração dos Mares (ICES).

As quotas de pesca mantêm-se desde 2015 em torno das 890 mil toneladas, das quais cerca de metade atribuídas à Noruega (412.248 toneladas em 2017).

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 more

Verifique também

Lagoa assume presidência da Associação dos Municípios Portugueses do Vinho

Partilhar             more  A AMPV – Associação dos Municípios Portugueses do Vinho era presidida pelo município do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.