Início / Agricultura / Exportação de próteas deve crescer 45% este ano nos Açores

Exportação de próteas deve crescer 45% este ano nos Açores

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A exportação de próteas deverá aumentar 45% este ano nos Açores, disse hoje, 20 de Fevereiro, o secretário Regional da Agricultura e Florestas, na Horta, salientando que a floricultura é um sector que tem atraído cada vez mais jovens agricultores.

“Este sector tem vindo a ganhar alguma dimensão nos últimos anos, por força da entrada de jovens agricultores e também pelo facto de estarem a aproveitar os fundos comunitários que estão disponíveis”, afirmou João Ponte, que falava no final da visita a uma exploração de próteas, no âmbito de um workshop sobre esta planta ornamental organizado pela Associação Agrícola e pelos Serviços de Desenvolvimento Agrário do Faial.

Aprovadas 21 candidaturas no PRORURAL+

João Ponte adiantou que, no âmbito do PRORURAL+, já foram aprovadas 21 candidaturas de projectos de floricultura, com um investimento total proposto superior a dois milhões de euros e 1,5 milhões de comparticipação pública.

“Só aqui, no Faial, foram 50% destes projectos, ou seja, 10 projectos de investimento. Isto demonstra, de facto, a entrada de mais pessoas nesta nova área da diversificação agrícola”, afirmou.

O titular da pasta da Agricultura salientou que a floricultura se tem revelado um sector importante, não só pelo dinamismo económico e pelos postos de trabalho gerados, mas também porque estão em causa bens destinados à exportação.

Exportados dois milhões de hastes

“No último ano exportaram-se cerca de dois milhões de hastes (de próteas), essencialmente para a Holanda. Este ano, a expectativa é que se possa chegar aos 2,9 milhões de hastes, ou seja, um crescimento muito importante, de cerca de 45%”, referiu João Ponte.

O governante considerou que ainda existe potencial de crescimento na floricultura, tanto mais que há projectos de investimento que entraram no último aviso e ainda não foram aprovados e implementados no terreno.

POSEI

Por outro lado, João Ponte destacou que o Governo dos Açores aumentou, na última revisão do POSEI, o valor dos apoios concedidos aos floricultores, passando de 1.300 para 1.400 euros por hectare.

“Os agricultores poderão achar que é pouco, que não resolve, mas é um sinal importante, que revela que o Governo Regional foi sensível aos argumentos dos produtores quanto aos custos que este tipo de produção tem, comparativamente com a produção hortícola”, afirmou João Ponte.

O workshop sobre próteas, que decorre até sexta-feira, 23 de Fevereiro, conta com a participação de 28 formandos, numa iniciativa que pretende facilitar os esclarecimentos técnicos e a troca de conhecimentos, tendo em vista o desenvolvimento da cultura desta flor ornamental.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Torrestir reforça capacidade de distribuição de produtos farmacêuticos e bens alimentares

Partilhar            O grupo Torrestir reforçou a sua capacidade de distribuição de produtos farmacêuticos e bens alimentares. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.