Início / Agricultura / Europeias. PAN quer fim do glifosato na UE e de qualquer fitofarmacêutico que “provoque morte de abelhas”
© PAN

Europeias. PAN quer fim do glifosato na UE e de qualquer fitofarmacêutico que “provoque morte de abelhas”

“A saúde do planeta está ameaçada. A casa que é de todos e de todas nós depara-se com uma crise complexa causada pela acção humana – alterações climáticas, perda de biodiversidade, perda de recursos naturais e poluição”, pode ler-se no programa eleitoral do PAN para as europeias de 9 de Junho, numa lista encabeçada por Pedro Fidalgo Marques.

Por isso, o PAN — que se assume como “o único partido animalista, não especista e ambientalista português” — promete defender no Parlamento Europeu a implementação de “uma estratégia europeia que impeça a continuidade de uso do glifosato, químico que provoca a morte imediata de muitas espécies de animais e, a médio prazo, de outras espécies com prejuízo reconhecido para a saúde pública”. E também avançar com iniciativas para “terminar com a aplicação de qualquer pesticida, herbicida ou outro componente químico que provoque a morte de abelhas”.

Por outro lado, o PAN compromete-se, elegendo pelo menos um deputado ao Parlamento Europeu, a defender a “obrigatoriedade de análises químicas à água potável que atestem a existência de parasitas, de qualquer pesticida e herbicida independentemente do tipo de cultura e outras substâncias disruptoras endócrinas”.

E a “promover a implementação de políticas ambientais ambiciosas em toda a União Europeia, incluindo metas vinculativas para reduzir as emissões de gases de efeito estufa”.

Pode ler o programa eleitoral do PAN para as europeias de 2024 aqui.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Carmona Rodrigues lidera Grupo de Trabalho para estratégia de gestão, armazenamento e distribuição eficiente da água

Partilhar              O Governo decidiu criar um Grupo de Trabalho para delinear a estratégia multissectorial, “Água que Une”, …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.