Início / Agricultura / Europa aceita antecipação de apoios de 400 M€ da PAC e reforço do pastoreio em zonas de seca

Europa aceita antecipação de apoios de 400 M€ da PAC e reforço do pastoreio em zonas de seca

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Comissão Europeia aprovou o pedido do ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos,  para que sejam antecipados “os pagamentos dos primeiro e segundo pilares da Política Agrícola Comum (PAC) a partir de 16 de Outubro, permitindo assim injectar nos agricultores e nas explorações agrícolas um conjunto de apoios de cerca de 400 milhões de euros”.

O ministro, que se encontra em Bruxelas na reunião dos ministros da Agricultura e Pescas, disse aos jornalistas que esta antecipação “vai permitir algum alivio de tesouraria. Tratam-se de verbas a que têm direito, mas a antecipação deste pagamentos é naturalmente muito importante para as empresas que vivem dificuldades, como aquelas que os nossos agricultores conhecem”.

Pastoreio alargado

Capoulas Santos adiantou ainda que Bruxelas aceitou também o pedido para que as “áreas interditas ao pastoreio, nas chamadas zonas de interesse ecológico, pudessem ser pastoreadas nos casos em que existe manifesta falta de alimento para os animais sem que os agricultores tenham qualquer penalização por esse facto”.

O governante relembrou que o Governo português tinha já adoptado “um outro conjunto de medidas de apoio, como de financiamento para a captação de águas, através de furos ou de equipamentos para transportar água para aquelas explorações que, nas regiões mais afectadas, manifestamente não tenham água para abeberamento do gado”. “Portanto, já houve um apoio para cerca de 200 agricultores no final do ano passado e vamos abrir agora um novo período de candidaturas para satisfazer todos aqueles que estejam na mesma situação”, realçou o ministro.

Mas, Capoulas Santos frisou: “repito, aquelas explorações agrícolas que tendo um efectivo pecuário não têm água suficiente para o seu abeberamento, serão por isso financiadas para fazer captações, designadamente furos ou, onde isso não seja possível, o financiamento para a aquisição de equipamentos para transportar água”.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Volume de capturas de pescado em Portugal aumenta 48,4% em Agosto de 2021

Partilhar               O volume de capturas de pescado em Portugal, em Agosto de 2021, aumentou 48,4% …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.