Início / Economia / Estudo da DECO explica como pagar menos 500 euros por ano no supermercado

Estudo da DECO explica como pagar menos 500 euros por ano no supermercado

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A DECO analisou mais de 46 mil preços, quase cinco centenas de lojas visitadas, incluindo cinco supermercados online, pesquisas em todos os distritos, incluindo Açores e Madeira, para disponibilizar aos consumidores portugueses o maior estudo realizado pela Associação de Defesa dos Consumidores.

Na edição de 2016 do seu estudo sobre os preços dos supermercados, a DECO mostra como é possível poupar mais de 500 euros num só ano. “Não há segredos: comparar, comparar, comparar…”, realça a associação.

Segundo o estudo, basta que os consumidores se desloquem algumas centenas de metros, por vezes na mesma rua, para conseguir poupanças imediatas que representarão algumas centenas de euros em carteira ao longo do ano. “Podem descobrir o estabelecimento mais barato perto de si, utilizando o comparador de preços disponível em www.deco.proteste.pt“, diz a associação.

Os resultados apresentados no estudo assentam numa pesquisa dividida em dois cabazes: “Marcas” e “Mix”. No primeiro cabaz, a DECO incluiu 92 produtos das marcas mais vendidas em Portugal, representando o consumo médio das famílias portuguesas. O Cabaz “Mix” é composto pelos mesmos 92 produtos, mas alguns foram substituídos por alternativas mais baratas, simulando o perfil da família que dá prioridade à poupança.

Na publicação do estudo, a DECO indica onde moram os melhores preços da proximidade e divulga, ainda, os estabelecimentos que não permitiram a recolha de preços, fugindo, assim, à comparação e ao esclarecimento dos consumidores que fazem as suas compras nas respectivas regiões.

Continente é o mais barato

Segundo o estudo, que será publicado na edição de Julho da PROTESTE, os supermercados Continente destronaram a concorrência e são agora os mais baratos em 16 dos 18 distritos nacionais. Em Lisboa, pode poupar 500 euros por ano na loja certa. No Porto, mais de 400 euros. E muitas poupanças estão a poucos metros de distância.

A DECO diz que a competitividade do Continente e do Continente Modelo acentuou-se este ano, empurrando para baixo todas as outras grandes insígnias do retalho. O Jumbo mantém-se a uma distância média de 4% para os dois cabazes analisados. Nas restantes cadeias, a diferença de preços para os dois cabazes ultrapassa sempre os 10%. Nos Açores, o Continente é também imbatível, mas a concorrência mantém-se apertada.

A recém-chegada cadeia Novo Super consegue destronar a concorrência na Madeira. Os supermercados Continente Modelo mantêm-se logo atrás.

Nos produtos de mercearia e drogaria, Continente e Jumbo surgem lado a lado na liderança dos rankings de preços baixos. O Lidl mantém-se a uma distância inferior a 10%, algo não conseguido pelo Minipreço, Intermarché Super e Pingo Doce.

Já nos frescos, nenhuma das marcas consegue bater a liderança do Continente e do Continente Modelo, diz a DECO.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Mercado de Gado da Leicar marcado para dia 30 de Março. Câmara da Póvoa de Varzim contra

Partilhar            A Leicar — Associação de Produtores de Leite e Carne, sediada em Rates, Póvoa de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.