Início / Empresas / Estratégia Nacional para o Hidrogénio em consulta pública até dia 6 de Julho. Já deu a sua opinião?

Estratégia Nacional para o Hidrogénio em consulta pública até dia 6 de Julho. Já deu a sua opinião?

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O diploma referente à Estratégia Nacional para o Hidrogénio (EN-H2) foi aprovado, no passado dia 21 de Maio, em Conselho de Ministros. “Dada a natureza estratégica, a transversalidade e o impacto deste documento foi aberta uma consulta pública à sociedade, que decorre até 6 de Julho”, diz a ANI — Agência Nacional de Inovação.

Plano Nacional Energia Clima 2030

A EN-H2 tem como objectivo assegurar a estabilidade do sector energético através da introdução gradual do hidrogénio enquanto pilar sustentável e integrado numa economia descarbonizada.

Esta estratégia visa ainda facilitar o cumprimento das metas e objectivos do Plano Nacional Energia Clima 2030, que passam pela incorporação de 47% de fontes renováveis no consumo final de energia, pela redução da dependência energética para 65% e do consumo de energia primária em 35%.

A implementação de um projecto âncora à escala industrial para a produção de hidrogénio verde e a criação de um laboratório colaborativo focado para o hidrogénio são alguns dos exemplos de projectos dinamizados no âmbito da EN-H2.

Além da consulta pública à sociedade, serão ainda auscultados os principais agentes do sector promovendo a inclusão deste elemento nos vários sectores da economia através da Estratégia Nacional para o Hidrogénio.

Pode participar na consulta pública aqui.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Governo dos Açores garante que vai cumprir compromissos firmados com trabalhadores dos matadouros

Partilhar            O Governo dos Açores, através da Secretaria Regional da Agricultura e Florestas, garantiu hoje, 10 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.