Início / Agenda / Estratégia europeia “Do Prado ao Prato” em consulta pública até 16 de Março

Estratégia europeia “Do Prado ao Prato” em consulta pública até 16 de Março

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Estratégia Europeia “Farm to Fork” (Do Prado ao Prato), uma das iniciativas anunciadas no início do ano pela presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, como parte integrante do “Green Deal” (Pacto Ecológico Europeu), encontra-se em fase de consulta pública, até 16 de Março.

Esta estratégia define as medidas regulamentares e não regulamentares necessárias para criar sistemas mais eficientes e inteligentes em termos de clima que forneçam alimentos saudáveis e o objectivo passa por criar uma cadeia de valor alimentar sustentável através de acções legislativas e não legislativas, que serão apresentadas na primavera deste ano.

A Comissão Europeia deverá adoptar e publicar a comunicação “Farm to Fork” no dia 25 de Março de 2020.

Aceda aqui à consulta pública.

Do Prado ao Prato

A Estratégia Europeia “Farm to Fork” (Do Prado ao Prato) considera que “a alimentação europeia deve continuar a ser segura, nutritiva e de elevada qualidade. É necessário protegê-la com o mínimo de impacto na natureza”.

E acrescenta que “os agricultores e os pescadores desempenham um papel fundamental na gestão da transição. A Comissão Europeia colaborará com os Estados-membros e partes interessadas com o intuito de: garantir uma transição justa para todos os que trabalham nos sectores agrícola e marítimo europeus; reduzir significativamente a dependência, o risco e a utilização de pesticidas químicos, bem como de fertilizantes e antibióticos; desenvolver técnicas agrícolas e piscícolas inovadoras que protejam as colheitas de pragas e doenças”.

Saiba mais sobre a Estratégia para uma alimentação sustentável aqui (em língua inglesa) e consulte a brochura “Do Prado ao Prato” aqui (em língua portuguesa).

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

IPMA actualiza mapa de interdição de apanha de bivalves. Atenção às toxinas

Partilhar            O IPMA — Instituto Português do Mar e da Atmosfera  acaba de actualizar o mapa …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.